SDR doa mais de 12 milhões em alimentos para 100 mil famílias no PI

O Abrigo São Lucas também foi beneficiado pelo programa

A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA – Compra Direta), entregou nesta sexta-feira (07), para a Pastoral do Povo de Rua, 200 kg de macaxeira, 200 kg de cheiro verde, 50 kg de cebolinha, 50 kg de coentro, 100 kg de abóbora, 30 kg de maxixe e 30 kg de feijão. 

No sábado (08), foi a vez de o programa contemplar a Fundação Abrigo São Lucas, que recebeu 200kg de macaxeira, 200 kg de milho verde, 50 kg de coentro, 40 kg de mamão, 30 kg de melancia, 100 kg de banana, 100 kg de abóbora e 100 kg de laranja, beneficiando 56 idosos atendidos pelo abrigo.

Entrega de alimentos pelo PAA (Crédito: Reprodução)
Entrega de alimentos pelo PAA (Crédito: Reprodução)

De acordo com o coordenador do PAA, Durval Gomes, o programa entrega, semanalmente, às instituições sociais, alimentos orgânicos produzidos por agricultores familiares de assentamentos da zona rural de Teresina.

“A compra destes alimentos é feita diretamente com os produtores, evitando atravessadores. Já a escolha dos locais de entrega acontece através de um rodízio das instituições cadastradas no programa. Só em Teresina, o PAA aplica mais de R$ 700 mil. Em todo o estado estão sendo destinados R$12.600.000 milhões, por ano, para compra destes produtos e doação simultânea para 128 municípios em todo o Estado. Ao todo, 400 entidades são atendidas no Piauí, beneficiando cerca de 100 mil famílias carentes”, explicou Durval Gomes.

Entrega de alimentos pelo PAA (Crédito: Reprodução)
Entrega de alimentos pelo PAA (Crédito: Reprodução)

De acordo a superintendente da agricultura familiar da SDR, Patrícia Vasconcelos, o PAA tem dois objetivos principais: garantir a compra direta da produção da agricultura familiar e fazer a doação, simultânea, destes alimentos à instituições de cunho social.

“Hoje, no ato da entrega destes alimentos, podemos concluir, mais uma vez, que o programa PAA- Compra Direta está cumprindo, totalmente, os seus objetivos”, finalizou Patrícia Vasconcelos.

PASTORAL DO POVO DE RUA

Ana Maria de Jesus Melo tem 65 anos, é assistente social aposentada e uma das voluntárias da Pastoral do Povo de Rua, que atende pessoas em situação de vulnerabilidade social e dependentes químicos de Teresina.

“Estamos muito felizes com a doação destes alimentos. A gente se sente útil desenvolvendo esta atividade com moradores de rua e quanto mais ajuda chegar, melhor. Estamos lidando com pessoas marginalizadas, escanteadas pela sociedade. Um dia, durante um de nossos encontros semanais, um rapaz interrompeu a missa e disse que estava se sentindo no céu; e vi que estamos no caminho certo”, contou.

Entrega de alimentos pelo PAA (Crédito: Reprodução)
Entrega de alimentos pelo PAA (Crédito: Reprodução)

A voluntária da Pastoral do Povo de Rua explica que, às quartas-feiras, a equipe vai às ruas distribuir alimentos para quem não tem o que comer, nem para onde voltar. Aos sábados e domingos é a vez de os moradores de rua irem até a sede, localizada na Rua Anísio de Abreu, nº 702, centro-sul de Teresina. É quando são acolhidos pela equipe da pastoral, que oferece refeições e auxílio espiritual, com a realização de missas, sempre às 11h, no próprio local.

“Estamos aqui para eles verem que não estão sozinhos. Pretendemos contribuir para que tornem-se pessoas autossuficientes e é importante saber que podemos contar com programas, como o PAA. A prova de que isto é possível são os pedreiros que estão trabalhando, neste momento, na obra de construção do galpão da sede onde passarão a acontecer as missas, oficinas e outras atividades.  Eles são ex-moradores de rua e ex-dependentes químicos, que agora têm um ofício e já se reintegraram à sociedade depois de um tempo aqui conosco”, ressaltou Ana Maria, reforçando que a instituição é mantida por voluntários e atende, atualmente, uma média de 60 pessoas por semana.

SOCIAL

No dia 05 de maio vai acontecer um encontro com 19 instituições que cuidam de pessoas moradoras de ruas. O evento vai acontecer, a partir de 8h, no Centro Pastoral Paulo VI, com o objetivo de trocar experiências e realinhar estratégias de ação.

Fonte: Portal Meio Norte