Secretaria afirma que presos contaminados estão sendo medicados

Alguns detentos estão com muitos ferimentos.

Os presos da Penitenciária Irmão Guido, de Teresina, e da Penitenciária Regional de Esperantina foram atingidos por surto de sarna (escabiose) e os agentes penitenciários e familiares dos detentos correm o risco diariamente de serem contaminados pelo ácaro causador da doença de pele.

“A maioria dos presos da Penitenciária Irmão Guido e da Penitenciária Regional de Esperantina estão contaminados pela escabiose. Os agentes penitenciários e os familiares dos detentos correm diariamente o risco de serem contaminados pelo ácaro causador da doença”, falou o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado do Piauí (Sinpoljuspi), José Roberto, que fez a denúncia com várias fotografias de presos das duas penitenciárias com erupções nas peles dos detentos.

Alguns detentos estão com muitos ferimentos na virilha, testículos e pênis e como a irritação nas partes íntimas alguns presos correm o risco de perderem órgãos sexuais.

Em nota, a Secretaria de Justiça do Piauí em parceria com a Secretaria de Saúde informou que os presos contaminados já estão recebendo atendimento médico nas unidades.

Confira a nota completa:

A Secretaria de Justiça do Piauí informa que já providenciou, junto à Secretaria de Saúde, medicamento contra escabiose e está realizando o atendimento a detentos das unidades prisionais da Grande Teresina e da Penitenciária de Esperantina. Até o momento, foram disponibilizados 800 comprimidos do medicamento e a Secretaria de Justiça aguarda mais 2.000 comprimidos, a serem recebidos através Secretaria de Saúde. A suspeita principal da causa da dermatose é devido ao período chuvoso.


Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com