Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Secretaria de Saúde confirma mais um caso de sarampo no Piauí

A Sesapi está fazendo um bloqueio para evitar a propagação da doença.

Compartilhe
Google Whatsapp

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) confirmou mais um caso de sarampo importado no Piauí. Dessa vez foi um senhor de 42 anos, que viajou para São Paulo, onde contraiu a doença.


“Estamos monitorando todos os lugares em que ele esteve. O senhor procurou um hospital particular em Teresina e também esteve no interior de Valença, onde nossas equipes estão fazendo um trabalho de imunização dos que entrarem em contato com o portador do vírus”, afirmou a coordenadora de Epidemiologia da Sesapi, Amélia Costa.
 

O outro caso confirmado da doença foi em um bebê piauiense de um ano de idade, que viajou também para São Paulo, e retornou ao estado com sintomas do sarampo.
 Além desses dois casos confirmados, a Sesapi monitora outras dez pessoas suspeitas de terem adquirido a doença.
 

As cidades que apresentaram casos de suspeitos de sarampo foram: Parnaíba, Picos, Luiz Correia, Teresina, Campo Grande, Floriano e Demerval Lobão.
 

Para que a doença não se propague a Secretaria de Estado da Saúde faz um apelo à população, para que procure o posto de saúde mais perto de casa e tome a vacina.
 

“A recomendação é que crianças a partir de 6 meses a 11 meses e 29 dias, tomem a vacina. A indicação é fazer a administração da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) para esse público. No caso dos bebês, a dose da vacina administrada nestes casos não será considerada válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança”, lembra Amélia Costa.
 

Pessoas com até 29 anos podem tomar a versão tríplice viral (que protege ainda contra caxumba e rubéola) nos postos da rede pública de saúde de todo o país em duas doses, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.
 

Dos 30 aos 49 anos, ela é aplicada em uma dose, exceto para profissionais de saúde, que devem receber as picadas duas vezes.
 

Transmissão


O sarampo é uma doença que passa com facilidade de uma pessoa para outra por meio da fala, tosse e espirro.
 

Prevenção


A vacina é a única forma de prevenção da doença e está disponível na vacinação de rotina nas unidades de saúde.

Sintomas
Os principais sintomas do sarampo são mal-estar geral, febre, tosse e coriza. A doença também provoca conjuntivite e se caracteriza por apresentar manchas vermelhas que aparecem no rosto e se espalham por todo o corpo.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto