Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Sem doença anterior, jornalista morta ficou 45 dias internada

Letícia Fava estava internada em um hospital particular. Ela trabalhava na Universidade do Futebol, que lamentou a morte da jovem nas redes sociais.

Compartilhe

A jornalista de 28 anos que morreu com Covid-19, em Jundiaí (SP), ficou internada por 45 dias em um hospital particular de Jundiaí (SP) e não resistiu à doença na sexta-feira (19), segundo informou a prefeitura. A cidade contabiliza até a manhã deste domingo (21), 2.830 casos positivos e 146 mortes.

Ainda de acordo com o Executivo, a paciente deu entrada no hospital no dia 5 de maio e não tinha doenças pré-existentes.

Amigos afirmaram nas redes sociais que a jovem era saudável. Ao G1, o hospital informou que não tem permissão para divulgar informações sobre o período de internação da jornalista.

Através redes sociais, a Universidade do Futebol, que é uma instituição que estuda e pesquisa mudanças nas diferentes áreas e setores relacionados ao futebol, comunicou a morte de Letícia Neworal Fava por coronavírus. Ela trabalhava para a universidade desde 2016.

"Era uma jovem guerreira, sempre zelosa de suas responsabilidades e marcante personalidade. Deixa uma lacuna no seio da nossa comunidade do futebol", afirmou a Universidade em nota.

O corpo foi enterrado no cemitério Nossa Senhora do Desterro, em Jundiaí. A morte foi contabilizada no balanço da Secretaria de Saúde no sábado.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar