Seminário debate lei que regulamenta atividade de agentes de saúde

O evento acontece, com o apoio do deputado federal Silas Freire

Os agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes comunitários de endemias (ACE) de todo o país se mobilizam para discussão, e posterior aprovação, do Projeto de Lei 6437/16 que propõe a regulamentação das atividades destes profissionais essenciais. Assim, em cada estado da federação acontece uma audiência com autoridades locais e nacionais para discutir a lei, que é importante para a categoria. No Piauí, o evento acontece, com o apoio do deputado federal Silas Freire (PR), e será no dia 7 de abril no auditório 3 do Atlantic City, das 8 as 12 horas.

“Os agentes de saúde e endemias são os nossos soldados da saúde. No Piauí são 11 mil agentes que merecem ser valorizados, afinal de contas, eles são os profissionais de saúde mais presentes na comunidades, inspecionando residências, levando orientações e fazendo levantamentos, um trabalho tão importante para gente prevenir e combater doenças como a temida zyka, chinkungunya e outras. Eu acredito que prevenir é o melhor investimento, afinal de contas, investir apenas quando epidemias se instalaram nas populações não é nada eficiente.”, argumentou Silas Freire.

As dificuldades encontradas pelos agentes de saúde e endemias são muitas, desde os baixos salários até a contratação de outras pessoas para realizar atividades que já são atribuições deste grupo profissional. Assim, se diminuem custos, mas injustamente se coloca em cheque a figura do agente de saúde.

“Essas são atividades específicas dos agentes de saúde, colocar outras pessoas para realizar o que já fazemos é uma forma de burlar nossa categoria e aos poucos vamos acabar deixando de atuar. Por isso, a lei vem para salvar nosso campo de atuação.”, disse o presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde do Piauí - Sindeacs, Francisco Oliveira.

O deputado Silas Freire reforça a importância do encontro dos profissionais no estado: “Estamos convocando os agentes de saúde e endemias para participar desta reunião,  a lei 6437 estabelecerá o perfil da atividade do agente de saúde, é fundamental expor com clareza o campo de atuação e as suas atribuições. Além disso, faz-se igualmente necessário assegurar capacitação permanente e condições de trabalho adequadas".

Image title

Fonte: Com informações da Ascom