Sesapi nega 'Febre Amarela' em casos de macacos mortos no Piauí

As mortes de macacos não têm relação com a febre amarela

A Secretaria de Saúde do Piauí comunicou através de nota que os casos de macacos encontrados mortos no estado não têm relação com a febre amarela. Segundo a Sesapi,  uma ocorreu por atropelamento por uma motocicleta, no município de Jatobá, ao norte da capital;

Dduas mortes ocorreram em São Raimundo Nonato, no mês de novembro. Pelos dados coletados pela equipe de Vigilância, e que estão em fase de conclusão, apontam preliminarmente que as mortes não têm relação com a Febre Amarela, como reiterado pelo secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, em entrevista nesta segunda-feira (22).

Somente com investigação, que deve ser realizada como medida de vigilância e atendendo aos protocolos do Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado da Saúde vai informar a população sobre a causa da morte daqueles primatas.

A Secretaria de Saúde reforça a importância da população dos 57 municípios que fazem divisa com a Bahia para que procurem uma unidade de saúde para imunização. Deve ser vacinada a população entre 9 meses e 57 anos de idade e para quem deva viajar para aqueles municípios piauienses e ainda para os Estados da Bahia, São Paulo e Minas Gerais. 

A Secretaria de Saúde disponibilizou 16 mil doses de vacina, que já se encontram nos municípios, e mais 16 mil estão em estoque.


Fonte: Com informações da Ascom Sesapi
logomarca do portal meionorte..com