Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Silicone industrial foi aplicado em jovem morta em SP, confessa dupla

Após prestarem depoimento, foram presos e vão responder por homicídio. Jovem de 25 anos morreu após o procedimento estético.

Compartilhe
Google Whatsapp

Na tarde dessa quinta-feira (25), uma dupla foi presa em Jacareí (SP) e, em depoimento à polícia, acabaram confessando que aplicaram silicone industrial nos glúteos da jovem que morreu após procedimento estético Dayane Rodrigues da Silva, de 25 anos, morreu na noite de quarta-feira (24). As informações são do G1.

Os suspeitos são transexuais e usam identidades femininas. De acordo com o delegado Ernani Braga, elas foram encontrados em uma casa no Jardim Paraíso, em Jacareí (SP). Elas atuavam como cabeleireiras e, após serem detidas, foram levadas para a delegacia de Lorena, onde prestaram depoimento. Elas estão presas cela isolada.

As duas contaram à polícia que já fizeram o mesmo procedimento em outras pessoas, mas não souberam informar a quantidade de atendimento. Elas não eram habilitadas a fazer o procedimento e não informaram para a polícia onde conseguiram o material injetado em Dayane.

De acordo com informações da polícia, as cabeleireiras vão passar por audiência de custódia na manhã desta sexta-feira (25). A dupla deve responder por homicídio doloso – com dolo eventual, ou seja, quando se assume o risco de matar.

Jovem de 25 anos morreu após procedimento estético ilegal — Foto: Arquivo Pessoal


O pai da vítima, José da Silva, cobra justiça. "Precisamos denunciar. Buscar uma estética boa, de maneira correta, é bom. Mas assim, como ela fez, foi procurar a morte", lamentou. Dayane, que era viúva, deixa três filhos - eles têm entre 6 e 10 anos.

O caso

Segundo o pai da vítima, Dayane contratou dois profissionais de Jacareí que vendiam ‘tratamentos estéticos’. O atendimento da jovem estava marcado para 12h desta quarta-feira (24) na casa da vítima, no Cidade Industrial. O custo foi R$ 1,2 mil.

Durante o procedimento, com base em informações dadas por Dayane à uma amiga e conversas encontradas pela família no celular dela, Dayane passou mal e foi abandonada pela dupla, que sugeriu que ela estava tendo 'queda de pressão' quando ela alertou que passava mal.

Essa mulher que socorreu Dayane é a babá dos três filhos dela e levou a jovem à Santa Casa de Lorena.

A paciente deu entrada na unidade 16h53, segundo o prontuário médico. Na unidade, ela foi encaminhada para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas não resistiu. Dayane morreu às 19h após parada cardíaca.

A suspeita é que o produto injetado dela tenha relação com o óbito. Amostras do produto foram coletadas pelo IML, que vai emitir um laudo com a causa da morte nos próximos dias.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×