Sindicato anuncia fim da greve dos agentes penitenciários do Piauí

A negociação teve o intermédio do Tribunal de Justiça do Estado

Na manhã desta quarta-feira (27), o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí  (Sinpoljuspi), anunciou a suspensão da greve após 16 de paralisação. O movimento foi deflagrado no último dia 11, após uma assembleia geral da categoria. De acordo com o presidente do Sinpoljuspi, José Roberto, o fim da greve aconteceu após ser negociado um acordo com o governo do Estado.

A negociação teve o intermédio do Tribunal de Justiça do Estado. Em nota divulgada pelo Sindicato, os agentes afirmam que caso o acordo firmado não seja cumprido, a categoria voltará a aderir a paralisação das suas atividades. Entre as reivindicações,  da categoria exigia reajuste salarial e melhoria nas condições de trabalho.             

"Caso o governo do Estado não cumpra com o acordo firmado judicialmente, os agentes penitenciários não exitarão em retornar o movimento grevista, da próxima vez mais forte e com novas estratégias de luta. A categoria mostrou ao governo e a toda sociedade que os agentes penitenciários existem e merecem respeito", diz a nota.

Os agentes penitenciários cruzaram os braços por 16 dias e deixaram de fazer suas funções dentro do presídio. Na última semana, houve tumulto na Casa de Custódia e nas unidades prisionais  de Floriano e Parnaíba. Os visitantes e familiares dos detentos também estavam impedidos de entrar com sacolas e comidas nas penitenciárias, o que gerou grande revolta e tumulto.

Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com