mais

Sintetro fará nova assembleia para decidir possível greve dos ônibus

Diante do atual cenário, a provável saída seja uma nova greve entre os servidores na capital, segundo membros do Sintetro.

Membros da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (SINTETRO) se reuniram na manhã desta terça-feira (26) e decidiram por uma nova assembleia entre a categoria para discutir a possibilidade de greve geral, por tempo indeterminado, do transporte coletivo de Teresina. O encontro ficou marcado para amanhã (27). 

Em entrevista ao Meionorte.com, Francisco Souza, Secretário de Previdência e Assistência Social do Sintetro, explicou que a assembleia será divida em dois momentos, sendo um pela manhã e outro pela tarde, que definirá os próximos passos da categoria. Segundo ele, diante do atual cenário, a provável saída é uma nova greve do setor.

“A gente vai chamar a categoria para assembleia  para deliberar os próximos passos a serem tomados no sistema. Do jeito que está não está dando para continuar. A assembleia vai ser amanhã com os trabalhadores. Diante dos acontecimentos, até o momento,  a gente entende que só manifestação não é mais viável. O que é viável é ter uma greve por tempo indeterminado do sistema”, pontou. 

Sintetro fará nova assembleia para decidir possível greve dos ônibus  (Foto: Raíssa Morais/ Portal Meio Norte)Sintetro fará nova assembleia para decidir possível greve dos ônibus  (Foto: Raíssa Morais/ Portal Meio Norte)

Há alguns meses a categoria vem se manifestando com o objetivo da assinatura da convenção coletiva 2022, que prevê alguns direitos dos trabalhadores, como auxílio-alimentação e plano de saúde, além da regularização do salário.

No entanto, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) havia informado anteriormente para a reportagem que a data base de assinatura de uma eventual convenção coletiva estaria prevista somente para janeiro de 2022.

“A entidade reforça que não compactua e nem tem participação na paralisação dos trabalhadores. Para o Setut o Sindicato dos trabalhadores tem utilizado a não assinatura da Convenção Coletiva como pretexto e motivação para a promoção de paralisações. Importante ressaltar que a data base de assinatura de uma eventual convenção coletiva está prevista somente para janeiro de 2022.  O Setut tem cumprido o seu papel com a sociedade e reforçado a prestação de serviços com qualidade, eficiência e agilidade no atendimento aos passageiros da cidade”, reiterou o sindicato. 

 

 

 

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail