SP: Material explosivo fecha parte do setor de cargas em aeroporto

Encomenda suspeita foi identificada no galpão dos Correios

Um material explosivo causou o fechamento de parte do terminal de cargas do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, nesta quarta-feira (15). Segundo a GRU Airport, que administra o aeroporto, os terminais de passageiros não foram afetados.


Segundo a assessoria de imprensa do aeroporto, foi identificado cheiro de pólvora em uma encomenda suspeita no galpão dos Correios. A informação foi confirmada pela empresa. De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública, o material explosivo estava dentro de um envelope, e não em uma caixa, como havia sido informado antes pela PF.

Material suspeito encontrado no aeroporto (Crédito: Reprodução)
Material suspeito encontrado no aeroporto (Crédito: Reprodução)

A perícia da segurança estadual encontrou um celular que estava ligado a um líquido não-identificado. Segundo a SSP, todos os objetos já foram destruídos.  A operação do GATE terminou por volta das 16h, e não registrou nenhum problema em relação ao material explosivo. 

Segundo a PF, os policiais do GATE visualizaram, com um aparelho de raio-x, "objetos suspeitos dentro da caixa, aparentemente eletrônicos, e uma massa sólida e outra líquida". Com base na descrição do GATE, o artefato apresentava um "cheiro forte de pólvora".

De acordo com o relato da Polícia Federal, a caixa foi explodida por voltas das 11h30. Após isso, "foi visualizado um líquido que exigiu a presença de outra equipe". Procurada, a PM disse que a ocorrência ainda estava andamento às 14h15. 

O galpão dos Correios permanece fechado e a liberação depende das autoridades competentes, segundo a assessoria da empresa. No galpão, trabalham 220 pessoas: 160 no turno da noite e 60, no da manhã. Não houve expediente nesta quarta.

Fonte: Uol
logomarca do portal meionorte..com