Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Stanley Ho, rei dos cassinos de Macau, morre aos 98 anos

Magnata construiu seu império conquistando o monopólio das operações de cassinos de Macau de 1962 a 2002.

Compartilhe

O rei dos cassinos de Macau, o bilionário Stanley Ho, considerado o arquiteto do desenvolvimento da ex-colônia portuguesa, faleceu nesta terça-feira (26), aos 98 anos - anunciou sua família. As informações são do G1.

Conhecido como o "padrinho" dos cassinos de Macau, o magnata nascido em Hong Kong acumulou sua fortuna com a espetacular transformação da então colônia portuguesa. De um povoado sem atrativos àquela época, o território se tornou a capital mundial dos jogos, com um volume de negócios que excedeu o de Las Vegas.

Pai de pelo menos 17 filhos de quatro mulheres diferentes, o bilionário morreu "pacificamente" por volta das 13h (2h de Brasília) em um hospital em Happy Valely, na ilha de Hong Kong, anunciou sua filha Pansy à imprensa.

"A memória do meu pai vai durar para sempre no coração dos membros da nossa família, de todas as pessoas que o apreciavam e daquelas que ele encorajou", declarou. O canal estatal chinês CCTV apresentou Ho como "um empresário patriota".

Stanley Ho construiu seu império conquistando o monopólio das operações de cassinos de Macau de 1962 a 2002, quando o mercado foi aberto à concorrência e chegou a representar 80% do PIB da região semiautônoma.

Reuters 

Aposentado aos 96

Ainda hoje, sua Sociedade de Jogos de Macau Holdings (SJM) continua sendo um dos principais atores do setor na antiga colônia portuguesa, que foi integrada à China em 1999. É o único território chinês onde o jogo de apostas é permitido. Nascido em 1921, Stanley Ho era sobrinho-neto de Robert Hotung (1862-1956), um dos primeiros magnatas asiáticos e uma das pessoas mais ricas de Hong Kong no início do século XX.

A Grande Depressão atingiu a economia familiar, porém. Após a invasão japonesa no final de 1941, Stanley Ho fugiu para Macau com quase nada.

A Segunda Guerra Mundial deu a ele a oportunidade de se refazer, por meio do contrabando de artigos de luxo de Macau para a China, até que, em 1962, obteve a primeira licença para abrir um cassino em Macau. Foi acusado várias vezes de deixar as tríades operarem em seus estabelecimentos, mas sempre negou ter vínculos com a máfia de Macau. Pouco a pouco, diversificou seus negócios nos setores imobiliário e de construção naval.

Especialista em dança de salão, Stanley Ho, que insistia que jamais apostou um único dólar nos cassinos, teve uma vida amorosa conturbada. Ele se casou pela primeira vez em 1942, embora tivesse filhos de outras três mulheres (com quem não se sabe se ele se casou, ou não). É pai de Lawrence Ho, que dirige o grupo rival Melco International em Macau.

Quando decidiu se aposentar em 2018, aos 96 anos, ele era a 13ª fortuna de Hong Kong, segundo a revista Forbes. As rédeas da SJM Holding foram passadas para sua filha Daisy, enquanto o conglomerado Shun Tak Holdings, um promotor imobiliário que também administra balsas entre Hong Kong e Macau, acabou nas mãos de Pansy Ho, a mulher mais rica de Hong Kong, ainda de acordo com a Forbes.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar