Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Strans pede ilegalidade da greve dos motoristas de ônibus em Teresina

Em nota, a Strans informou que o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviário - Sintetro está descumprindo o acordo feito com o Ministério Público do Trabalho - MPT

Compartilhe

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito - Strans decidiu nesta segunda-feira (06) entrar com uma ação solicitando a ilegalidade da greve dos motoristas e cobradores que já dura mais de 50 dias. 

Em nota, a Strans informou que o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviário - Sintetro está descumprindo o acordo feito com o Ministério Público do Trabalho - MPT e devido foi suspenso o retorno do transporte público que estava agendado para está terça-feira (07). 

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Piauí, Ajuri Dias, afirmou que os empresários do  setor de transportes urbanos de Teresina não aceitaram um acordo com os trabalhadores, que estão com os seus salários atrasados há três meses. 

Em assembleia na manhã desta segunda-feira, a categoria decidiu que obedeceria a decisão da presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª- Região, desembargadora federal Liana Chaib, de circulação de 70% da frota nos períodos de pico de passageiros e de 30% nos períodos de menor movimentação de passageiros.

 Strans informou que o Sintetro está descumprindo o acordo feito com o MPT - Foto: Meio Norte 

Confira a nota na íntegra

Nota

A Strans informa que a retomada do transporte público de Teresina foi suspensa após decisão do Sintetro, que descumpre o acordo feito com o Ministério Público do Trabalho - MPT. Os ônibus voltariam a operar a partir desta terça-feira (07), com 70% da frota de ônibus circulando nos horário de pico, de 6h às 9h e de 16h às 19h. 

A Strans informa que irá ajuizar ação solicitando a decretação da ilegalidade da grevve que já dura mais de 50 dias, atráves da intermediação do MPT.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar