Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Suspeito de fazer "selfie com vítimas" e esconder corpos é preso

Osmar da Silva Gomes, conhecido como Thirso, foi encontrado em Cachoeiras de Macacu. Polícia Civil e MP-RJ acreditam que Thirso executava desafetos da milícia e enterrava as vítimas em um cemitério clandestino.

Compartilhe
Google Whatsapp

A força-tarefa que combate milícias no RJ prendeu neste sábado o homem apontado por sumir com corpos de vítimas da quadrilha que agia em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio.

Equipes da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo e do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público localizaram em Cachoeiras de Macacu, na Região Serrana do RJ, Osmar da Silva Gomes, o Thirso, e Carlos Antônio Pinheiro, o Gugu.

O miliciano Thirso que, segundo a polícia e o MP, era responsável por matar e desaparecer com os corpos de desafetos da milícia — Foto: Divulgação/Polícia Civil 

Thirso, segundo as investigações, era o encarregado pela "desova" dos desafetos e rivais da quadrilha, comandada da prisão por Orlando Curicica.

Alvo da Operação Salvator, na última quinta-feira (4), o bando chamou a atenção das autoridades pela crueldade. Cinquenta pessoas foram presas então.

Miliciano Gugu, preso na manhã deste sábado por policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói — Foto: Divulgação/Polícia Civil 

As investigações mostram que, pelo menos, 50 pessoas desapareceram na região desde que a milícia passou a controlar as comunidades de Itaboraí. Alguns criminosos tiravam selfies com suas vítimas antes de executá-las.


Cemitério clandestino


Nesta sexta-feira (5), policiais e promotores encontraram um cemitério clandestino em Itaboraí utilizado pela quadrilha. Pelo menos, 14 corpos foram encontrados no início das buscas.

De acordo com as investigações de policiais e promotores, Thirso era responsável por matar e cuidar do desaparecimento de pessoas que contrariassem os interesses da milícia. A polícia suspeita que ele tinha a função de desaparecer com os corpos ou ainda de levar parte deles a um pai de santo.

A polícia suspeita que ele tinha a função de desaparecer com os corpos ou ainda de levar parte deles a um pai de santo.

Miliciano Gugu, preso na manhã deste sábado por policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói — Foto: Divulgação/Polícia Civil



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×