TCE-PI participa da VII Olimpíada dos Tribunais de Contas

Evento reúne membros e servidores do Tribunal de Contas da União.

Uma delegação do Tribunal de Contas do Piauí (TCE-PI) participa da VII Olimpíada dos Tribunais de Contas, em Brasília (DF), que começou sábado (28) e prossegue até o dia 2 de novembro. O evento reúne membros e servidores do Tribunal de Contas da União (TCU) e de todos os Tribunais de Contas dos Estados do país. Do Piauí, participam 58 pessoas, entre conselheiros-substitutos, auditores de Controle Externo e outros servidores.

A Olimpíada envolve disputas coletivas e individuais, em modalidades esportivas como futebol society, futebol de salão, voleibol indoor, voleibol de praia, tênis de campo, tênis de mesa, corrida de 5Km e 10Km, dentre outras. Além das atividades esportivas, a Olimpíada terá o Encontro Técnico – Integração e Conhecimento, nos dias 30 e 31 de outubro, com explanação e debate sobre temas técnicos que dizem respeito aos Tribunais e sobre a conjuntura nacional.

 Tribunal de Contas do Piauí  (Crédito: TCE-PI)
Tribunal de Contas do Piauí (Crédito: TCE-PI)

A Olímpiada dos Tribunais de Contas é realizada há mais de dez anos pela Fenastc (Federação Nacional das Entidades de Servidores dos Tribunais de Contas do Brasil), com o objetivo de promover a integração e o congraçamento entre os Tribunais de Contas do país por meio do esporte. A participação dos servidores do TCE-PI faz parte da Política de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor e está prevista no Planejamento Estratégico do Tribunal.

Elaborado por um comitê gestor e aprovado pelo Plenário, o Planejamento Estratégico concentra as estratégias de atuação, metas e objetivos do TCE-PI, e reúne as normas e diretrizes da Corte de Contas para o quadriênio 2016-2019. Entre essas diretrizes está a de, por meio da Política de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor, realizar eventos e estimular a participação dos servidores em atividades esportivas, de saúde e lazer, como forma de promover a melhoria da qualidade de vida do servidor.

A participação na Olimpíada é também uma forma de promover o congraçamento e a integração entre os membros e servidores dos Tribunais de Contas, contribuindo para o compartilhamento de boas práticas e informações que envolvem as atividades do controle externo. Trata-se de uma política desenvolvida por todos os Tribunais de Contas do país, vez que essa melhoria da qualidade de vida, revelam estudos especializados, reflete diretamente na produtividade e qualidade dos trabalhos executados pelo servidor.

Não há pagamento de diárias nem de passagens para os servidores participantes – o deslocamento do estado de origem à cidade-sede do evento é custeado integralmente pelo servidor. Os participantes são autorizados a se afastar do trabalho nos dias de realização das Olimpíadas e têm a inscrição custeada pelo Tribunal, que inclui a hospedagem como incentivo para participação no evento.

O presidente do TCE-PI, conselheiro Olavo Rebelo, participaria este ano da abertura da Olimpíada, com representante da delegação do TCE-PI. Ele foi autorizado a se afastar no período de 25 a 29 de outubro, para participar do I Fórum Nacional de Controle e Reunião do Colégio de Presidentes, realizado também em Brasília, de quinta-feira (26) até este sábado (28).

Porém, ainda na quinta-feira (26) decidiu que retornaria neste sábado a Teresina, onde desembarcou ao meio dia, devido a compromisso pessoal. Por conta da decisão de retornar a Teresina, o nome de Olavo Rebelo foi retirado da delegação autorizada a representar a Corte de Contas na Olimpíadas, conforme publicado no Diário Oficial do TCE-PI desta sexta-feira, 27.

Fonte: Tribunal de Contas do Estado
logomarca do portal meionorte..com