Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Hackers pedem R$ 240 milhões para não vazar "sujeira" de Donald Trump

Considerando o valor pedido como resgate pelos arquivos, este é o maior caso conhecido de ransom

Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

Hackers ameaçam divulgar informações comprometedoras sobre Donald Trump, presidente dos Estados Unidos. Eles pedem pagamento de U$ 42 milhoes (cerca de R$ 240 milhões) até a próxima quinta-feira (21) para não vazar o conteúdo. A notícia está no site Olhar Digital.

Considerando o valor pedido como resgate pelos arquivos, este é o maior caso conhecido de ransom, como é chamado esse tipo de ataque cibernético. O ataque que "sequestrou" as informações foi ao escritório de Allen Grubman, conhecido como o "advogado das estrelas", por representar artistas como Lay Gaga, Madonna e U2.

O grupo hacker REvil invadiu o servidor do escritório Grubman, Shire, Meiselas & Sacks, em Nova York, e roubou 756 GB de arquivos confidenciais, incluindo contratos e e-mails pessoais. Como o grupo deletou os bancos de dados de recuperação do sistema, a única maneira de resgatar os arquivos é mediante o pagamento do resgate.

Para mostrar que realmente estão com os arquivos roubados, os hackers postaram no site deles na dark web uma pasta chamada "Lady Gaga", com 2,4 GB de documentos roubados sobre a cantora, e ainda fizeram uma ameaça: "O resgate agora é de US$ 42 milhões. E a próxima pessoa que vamos expor é Donald Trump. Uma eleição está se aproximando, e encontramos uma tonelada de roupa suja", disse o grupo.

Ainda não está claro como o grupo conectou Trump a Grubman. De acordo com as fontes, o presidente dos EUA nunca foi cliente do advogado.

Segundo o site Page Six, Grubman não está disposto a negociar: "A visão dele é que, se pagar, os hackers podem vazar os documentos de qualquer forma. Além disso, o FBI declarou que este ataque é considerado um ato de terrorismo internacional. E não negociamos com terroristas", disse uma fonte.

Os hackers do REvil continuaram: "Sr. Trump, se você quer continuar sendo presidente, espete esses caras com algo pontudo, ou você pode esquecer sua ambição pra sempre. E para vocês, eleitores, nós garantimos que depois de uma publicação dessas, vocês certamente não vão mais querê-lo como presidente. Grubman, nós vamos destruir sua empresa se não virmos o dinheiro em uma semana", ameaçou o grupo na última quinta-feira (14).


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar