Em discussão desde a compra do WhatsApp pelo Facebook, a integração do mensageiro com a rede social é um desejo público de Mark Zuckerberg. Os especialistas em WhatsApp do WABetaInfo encontraram no app do Messenger algumas referências que preparam o terreno para tal ação.

O Messenger incluiu em seu banco de dados local novos campos que indicam como lidar com mensagens, contatos, grupos, perfis e mídias do WhatsApp. São os primeiros indícios de uma possível integração das conversas entre os dois aplicativos.

As mudanças abrem caminho para o Messenger saber as configurações de notificações, bloqueios, informações de grupos como participantes, alterações, imagens de perfil e mais.

De acordo com a análise do WABetaInfo, o Messenger ainda não está coletando as informações em seu banco de dados — isso apenas aparece nas linhas de código do aplicativo. Não se sabe qual será o tratamento dado pelo Facebook às informações nem mesmo se o usuário terá a opção de bloquear a integração dos aplicativos.

O site destaca ainda que as referências podem ser alteradas e não descarta a possibilidade da integração não se concretizar. O Facebook não informou uma data para realizar a união de seus aplicativos que, ao que tudo indica, ainda está em uma fase bem inicial.