Golpe da transferência,  golpe do Pix agendado, golpe do FGTS  e do pente fino do INSS. A variedade é grande, mas o canal em que esses golpes acontecem é quase sempre o mesmo: o Whatsapp.

De acordo com dados da empresa  Kaspersky,  89,6% das mensagens fraudulentas no Brasil foram realizadas por meio do WhatsApp. O levantamento foi realizado entre dezembro de 2020 e maio de 2021. 

Whatsapp é o aplicativo mais utilizado para golpes no meio digital Whatsapp é o aplicativo mais utilizado para golpes no meio digital 

O Brasil é segundo país do mundo em número de golpes digitais. O primeiro lugar fica com a Rússia e o em terceiro lugar vem a Índia.

COMO FUNCIONAM OS GOLPES? 

O aplicativo permite enviar links suspeitos para roubar dados das vítimas.  Também pelo  Whatsapp, criminosos enviam boletos falsos se passando por empresas. É também por meio do aplicativo que mensagens por meio de um número clonado são enviadas com pedidos de dinheiro. 

Além dos casos de clonagem, outro golpe comum é por meio de perfis falsos, pelos quais os bandidos conseguem os contatos da vítima por meio de bancos ilegais e enviam mensagem fingindo ser um número novo e, em seguida, fazem abordagem solicitando transferências bancárias.

VEJA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O WHATSAPP: