"Temos que perdoá-lo", diz pai de garoto morto em escola em Goiânia

Dois garotos morreram após colega abrir fogo dentro da escola.

João Pedro Calembo e João Vitor Gomes, ambos de 14 anos, foram mortos na sexta-feira (20) por um colega de classe dentro de uma escola de nome Goyases em Goiânia, no Goiás, onde quatro estudantes também ficaram feridos. Luciano Marcatti Calembo, pai de João Pedro, durante o velório do filho,  surpreendeu ao falar sobre o caso que está causando bastante comoção. 

"Falo como pai do João Pedro, de uma criança que perdeu a vida. Eu espero que toda a sociedade e os pais dele e os outros pais o perdoem. Temos que perdoá-lo", disse, em entrevista ao G1. 

Luciano Marcatti Calembo, pai de João Pedro, morto em escola em Goiânia (Crédito: Murillo Velasco/ G1)
Luciano Marcatti Calembo, pai de João Pedro, morto em escola em Goiânia (Crédito: Murillo Velasco/ G1)

Emocionado, ele falou sobre o adolescente de 14  responsável pelas mortes e feridos."A partir do momento que a gente tem esses valores fixos nas nossas casas, muitas respostas são encontradas para nossos problemas. Os problemas não resolvidos geram conflitos. A palavra bullying é nova, o assédio sempre aconteceu. A partir do momento que você não resolve o problema em casa, acontecem os conflitos", alertou. 

Os corpos dois dois garotos estão sendo velados sob muita comoção. O velório de João Pedro teve início por volta de 0h30 no Parque Memorial e o sepultamento deve acontecer às 11 deste sábado. O velório de João Vitor teve início por volta de 1h no Cemitério Jardim das Palmeiras. O enterro  será 10h da manhã. Os dois corpos passaram por exames no Instituto Médico Legal (IML)  e foram liberados às 21h40 de sexta-feira. 

Os quatro jovens feridos na escola em Goiânia seguem internados. O adolescente suspeito, que segundo relatos, sofria bullying constante praticado pelos colegas, está apreendido. Filho de pais militares, ele usou uma arma .40 que estava dentro de sua mochila.

João Pedro Calembo e João Vitor Gomes (Crédito: TV Anhanguera)
João Pedro Calembo e João Vitor Gomes (Crédito: TV Anhanguera)


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com