A queda no número de casos de dengue tem se verificado nas últimas cinco semanas e a redução foi de 37% na primeira semana de agosto. Esse dado é do Boletim Epidemiológico (BE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de 5 de agosto, que consta na Semana Epidemiológica (SE) 30 quando foram notificados 92 novos casos de dengue, o que comprova a redução quando comparado com os 147 casos notificados na (SE) 29.

Na última semana de julho foi de 80% a redução nos casos da doença e o dado consta no Boletim Epidemiológico (BE) de 29 de julho, da Semana Epidemiológica 29, com 12 novos casos de dengue, comparado com os 59 casos notificados na (SE) 28. A redução na queda de casos foi verificada com 60% no (BE) de 22 de julho, na Semana Epidemiológica (SE) 28 com a notificação de 22 novos casos de dengue comparados com os 55 casos notificados na SE 27.

Teresina mantém queda nos casos de dengue há mais de um mês - Foto: AscomTeresina mantém queda nos casos de dengue há mais de um mês - Foto: Ascom

A queda de casos também aconteceu com 72% verificados no BE de 15 de julho, na (SE) 27 com 34 novos casos de dengue, quando comparado com os 120 casos notificados na SE 26. Os casos se mantiveram em queda de 79% e consta no (BE) de 8 de julho, na (SE) 26, com 18 novos casos de dengue quando comparados com os 84 casos notificados na SE 25. Os dados apontaram redução de 55% nos casos de dengue conforme o (BE) de 1º de julho, na (SE) 25, que registrou 24 novos casos quando comparado com os 53 casos notificados na SE 24.

O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, avalia que as ações em conjunto com diversos órgãos foram fundamentais para essa redução.

“Tivemos a colaboração de equipes do 25º BC, ações de limpeza nos bairros, principalmente na zona Norte que tinha mais casos, fizemos a pulverização com bombas costais e carro fumacê e a população recebe orientações sobre os cuidados para não ter criadouros dos mosquitos. Temos também o fator de que não estamos mais no período das chuvas o que facilita conter os casos de dengue”, diz.

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da FMS realiza o trabalho em Teresina com os agentes de endemias que percorrem toda a cidade para identificar locais que possam acumular água e para orientar a população.