Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Teresina recebe Marcha Mundial por Justiça Climática

Participantes reuniram-se na Praça da Liberdade, próximo ao adro da Igreja de São Benedito, e foram pela Av Frei Serafim até a Assembleia Legislativa

Teresina recebe Marcha Mundial por Justiça Climática
Participantes percorreram a Avenida Frei Serafim até a Assembleia Legislativa com o intuito de entregar aos deputados um documento com reivindicações | Moises Saba
Compartilhe

Teresina sediou na manhã de ontem mais uma edição da Marcha Mundial por Justiça Climática, Sustentabilidade e Contra o Aquecimento Global, evento que propõe a assinatura de um novo tratado de clima mundial

Teresina teve ontem a edição local da Marcha Mundial por Justiça Climática, Sustentabilidade e Contra o Aquecimento Global, que acontece todo ano em pelo menos cem países com dois objetivos centrais: democratizar informação e pressionar os grandes poluidores,especialmente EUA e China, a assinar o novo tratado de clima mundial de modo legalmente vinculante.

Os participantes reuniram-se na Praça da Liberdade, próximo ao adro da Igreja de São Benedito, e seguiram pela Avenida Frei Serafim até a Assembleia Legislativa, com o intuito de entregar aos deputados um documento (carta nacional) com reivindicações e diretrizes orientadas para combater as mudanças climáticas. ?Esse é um evento que acontece todos os anos, em paralelo com a conferência climática da ONU?, disse Ada Carvalho, organizadora da passeata.

A ONU deu, até 2020, oito anos apenas (2.890 dias) para reduzirmos no mínimo 50% das emissões de gases de efeito estufa (GEE) dos países ricos e reduzirmos a velocidade de crescimento dos GEE dos países em desenvolvimento. E temos, até 2050, para reduzir, no mínimo, 80% de todas as emissões de GEE de todo o planeta.

Os integrantes da marcha argumentam que, se a população conseguir reduzir no mínimo 50% das emissões de gases de efeito estufa (GEE) no prazo até 2020, mesmo assim, vão subir 2 graus na temperatura média do planeta. Isso é inexorável, por causa dos gases que os países ricos botaram na atmosfera nos últimos século.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar