Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Terreno ocupado por famílias no Dirceu II passa por regularização

A área verde começou a ser ocupada há cerca de 30 anos e hoje é chamada de Vila Eugênio Ferraz.

Terreno ocupado por famílias no Dirceu II passa por regularização
Regularização de casas no Dirceu II | ASCOM ADH
Compartilhe
Google Whatsapp

A Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH) realiza uma ação junto às famílias que ocuparam uma área remanescente do conjunto habitacional Dirceu 2. Trata-se de um terreno que era destinado a uma área verde e começou a ser ocupado há cerca de 30 anos por diversas famílias que construíram casas onde hoje o local é chamado de Vila Eugênio Ferraz.

Agora a ADH está fazendo a identificação das famílias para futuramente regularizar a ocupação, que conta com cerca de 200 famílias. Essa ação está sendo realizada pelas equipes do Serviço Social e Engenharia da ADH, na Praça do Bambu, Rua 77, nº 3017. O atendimento segue até o dia 26 deste mês. Os interessados devem comparecer munidos de documentos como CPF, carteira de identidade, comprovante de residência, certidão de casamento, nascimento ou óbito para os viúvos.

“As equipes estão fazendo um levantamento das famílias e dos lotes ocupados. A equipe de Engenharia fará as plantas, memoriais e definição da área. Enquanto o Serviço Social fará um atendimento individual das famílias, com aplicação de um questionário socioeconômico”, explica a diretora de Regulação Fundiária Urbana da ADH, Ana Lúcia Gonçalves.

Segundo ela, antes, foi realizada uma reunião com a comunidade, onde se colocou o cronograma de atividades que seriam  realizadas pela ADH. O encontro contou com a participação de moradores, representantes da ADH e lideranças comunitárias. “Quero me sentir dona do meu imóvel, por isso estou buscando esse atendimento”, disse Maria do Socorro Lopes da Silva, moradora da vila.

Regularização fundiária

“É uma ação que está dentro do plano do governo. Nosso objetivo é,  ao  longo dessa gestão, promover a regularização fundiária dos conjuntos habitacionais construídos pela extinta Companhia de Habitação do Piauí (Cohab-PI). No momento, estamos retomando o Conjunto Dirceu 2 para trabalharmos essa ocupação, que aliás é um antigo pedido das famílias, que precisam da garantia de propriedade dos seus imóveis”, declara a diretora geral da ADH, Gilvana Gayoso.

Ela acrescenta que a ADH está dando continuidade a um trabalho executado pela Emgerpi,  que regularizou mais de 6 mil unidades habitacionais, por meio do registro e averbação das áreas dos conjuntos habitacionais localizados na capital e no interior do Piauí, beneficiando uma média de 24 mil pessoas. Ao todo, são 138 conjuntos habitacionais construídos pela Cohab.

Lembrando que a ADH, após fusão com Emgerpi em abril deste ano, incorporou toda a carteira imobiliária daquele órgão, com um total de 56.994 contratos, sendo 50.933 contratos da Cohab, 681 contratos da carteira imobiliária de financiamentos do antigo BEP e 5.380 contratos do Iapep/Funprev.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×