Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Tornado destrói casas em São Luís no MA

Moradores ficaram espantados com a surpreendente ventania no Bairro Quintas do Calhau em SLZ

Compartilhe

Trinta segundos de p?nico. A despeito do pouco tempo, os moradores do Quintas do Calhau e bairros pr?ximos ficaram muito espantados com a ventania que arrancou telhas de casas, espalhou folhas de ?rvores, poeira e sujeira pela regi?o pr?xima a Avenida dos Holandeses no in?cio da tarde de ontem. A for?a do vento, incomum nesta intensidade, ? resultado das altera?es clim?ticas neste per?odo chuvoso, que tendem ao aumento extraordin?rio da chuva. Segundo o N?cleo de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranh?o (Uema), ? poss?vel que o fen?meno volte a acontecer.

?Era como uma torre preta. A tampa da caixa d??gua foi arrancada e ?gua da caixa subiu. As telhas voaram. As b?ias da piscina foram parar na casa da vizinha?. A descri??o dos momentos atemorizantes ? de Ana Paula Ferreira, moradora do bairro, que foi invadido por um mini-tornado. Suely Duarte ? que mora na Rua Cururupu - remonta o cen?rio da tarde, bem semelhante ao descrito por Ana Paula. ?Foi tipo um redemoinho, como uma fuma?a. As plantas que estavam penduradas ca?ram, os varais arrebentaram e todas as roupas que estavam neles voaram?, relata.

As caracter?sticas expostas pelas testemunhas geraram, no N?cleo de Meteorologia da Uema, duas hip?teses. Para o meteorologista e coordenador do Laborat?rio de Meteorologia do N?cleo Geoambiental da Uema, G?nter de Azevedo Reschke, o fen?meno pode ser classificado como vento m?ximo ? quando uma nuvem cumulus nimbus se forma e as correntes de ar movimentam-se ascendente e descendentemente. Neste caso, a rajada de vento poderia atingir, no m?ximo, 100km/h, dependendo das altera?es de press?o e temperatura.

Por?m, a "colora??o" da nuvem, o rodopio do vento e a destrui??o causada levaram o especialista a crer que o fen?meno tenha sido um tornado de baixa for?a, da categoria F1, que pode chegar a 180km/h. ?O efeito local e o intervalo de tempo ? muito pequenininho, mas ? muito destrutivo. Apesar da baixa intensidade, provoca destrui??o?, explica. Segundo ele, o gradiente de press?o e de temperatura fazem com que haja a suc??o, o que, na pr?tica, foi percebido ontem pelos moradores do Quintas do Calhau.

M?rcio Ara?jo dos Santos, viu quando o tornado se formou. Ele estava trabalhando, na parte da cobertura de um dos pr?dios do Condom?nio Equatorial. ?Eu achei foi bonito. Chovia demais, foi um zoad?o (sic) horr?vel. Vinha do mar, passou pelo matagal at? chegar aqui. A?, a gente teve que descer, pra se abrigar?, diz.

Esta forma??o a partir do mar atribui ao tornado o nome de tromba d??gua. De acordo com Gunter Reschke, aqueles que come?am na ?gua tamb?m t?m a forma de funil e as dimens?es pequenas. A base de ambos os ventos escuros ? tanto o terrestre quanto o mar?timo ? ? uma nuvem convectiva.

Medo

O italiano Giuliano Vablais, esposo de Ana Paula Ferreira, mora h? um ano em S?o Lu?s. Quando percebeu a movimenta??o clim?tica estranha, ele tentou fechar a porta de vidro do quintal e pediu que Ana fosse fechar as outras. ?N?o tive perna?, comenta a mo?a. Ela revela que, com o susto, pensa at? em uma mudan?a; ?J? estou com muito medo. Quero at? vender a casa. Fiquei nervosa, principalmente porque a gente mora perto da praia. Sei l? o que podia acontecer?.

Dentre as principais ruas por onde o tornado deixou o rastro, as casas da Rua Guimar?es foram as mais afetadas. Na Avenida S?o Bento e na Rua Cururupu, tamb?m houve perdas. Al?m das telhas pesadas de barro ? e n?o as que comumente s?o levadas, chamadas brasilit -, preju?zos como a cerca el?trica e parte do gesso da casa de Clidenor Teixeira Luz J?nior foram contabilizados. ?A gente tem que consertar logo, porque est? chovendo e o forro pode cair?, diz Clidenor, referindo-se ? parte da casa composta de gesso que foi atingida e, com a ?gua, corre o risco de desabar. Enquanto retirava o restante das telhas de sua casa e da casa do vizinho, que haviam sido atiradas pela rajada de vento em seu quintal, Clidenor e a empregada dom?stica Clenilde Castro contavam


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar