Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Trans é agredida e fica ferida após rejeitar sexo com estranho em SP

Após a agressão, o homem foi até uma farmácia e se escondeu dentro do banheiro. Ele foi encaminhado à delegacia de São Vicente e, após prestar esclarecimentos, foi liberado.

Compartilhe
Google Whatsapp

Uma garota transexual de 17 anos de idade foi covardemente agredida depois de rejeitar fazer sexo com um homem de 30 anos no litoral paulista. Ela estava com amigas em um quiosque na praia do Itararé, em São Vicente, e foi abordada pelo desempregado, que após receber o não, golpeou seus braços com uma barra de ferro e atingiu seu rosto com uma garrafa de vidro.

Na tentativa de defendê-la, as amigas também foram atingidas. "Ele chegou a jogar lança-perfume no olho de uma amiga. E deu golpes usando barras de ferro na outra", diz. Em seguida, ele foi até uma farmácia próxima ao quiosque e se escondeu dentro do banheiro.

A Polícia Militar foi acionada e, antes de serem encaminhados à delegacia, eles foram levados ao Hospital Municipal de São Vicente. Mesmo após a agressão, ela teve que ser atendida no mesmo local que ele. "A gente foi atendido pelo mesmo médico. Ele foi atendido primeiro e foi para a delegacia. Depois que tomei pontos eu também fui".

Garota transexual é agredida após rejeitar sexo: ‘Você é viado, tem que fazer o que eu quero’ — Foto: Arquivo Pessoal


De acordo com a jovem, ela e as amigas estavam conversando quando o homem chegou e pediu um isqueiro. Ela lhe emprestou e, em seguida, ele pediu para sair com ela. Após a recusa, ele começou a se alterar. "Ele disse: Você é viado, tem que fazer o que eu quero. Ele pegou a garrafa e atingiu a minha testa. Eu consegui dar um soco nele, ainda. Mas depois cai no chão, fiquei tonta", conta.

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de São Vicente, no domingo (31), como lesão corporal. A vítima foi orientada a fazer exame de corpo de delito para que o homem possa responder criminalmente pelo ocorrido.

‘Preconceito’

O pai da jovem, que preferiu não se identificar, ficou sabendo do que ocorreu com a filha por telefone, quando ela estava indo para o hospital. "Ele está com o rosto inchado, com pontos", diz.

Desolado com a situação, ele pede que o caso não fique impune. "Tem muito preconceito. Isso não pode ser feito com filho de ninguém, cada um tem seu direito de ir e vir. As pessoas têm que respeitar", finaliza.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×