Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Trecho da Av.João XXIII será interditado para avanço de obra na região

Os veículos que vêm do Centro para a zona Leste terão duas opções de rotas.

Compartilhe

Na próxima segunda-feira (27), o trecho marginal da Avenida João XXIII, em frente à loja Jacaúna, será interditado para a passagem de veículos e pedestres em virtude da construção da galeria da zona Leste. Com a redução do volume das chuvas na cidade, a obra retomou seu ritmo normal na semana passada.

Os veículos que vêm do Centro para a zona Leste terão duas opções de rotas na Avenida João XXIII. No trecho marginal, à direita da avenida, será possível seguir até a nova sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PI) e, logo após, fazer o desvio à esquerda, pegando a avenida central da João XXIII.

Haverá também um desvio na Rua Alzira Pedrosa, antes da Canadá Veículos, que foi modificada para mão única para facilitar o tráfego dos veículos. Após acessar a rua, os veículos deverão seguir pelas ruas Francisco Falcão Costa e Miguel Arcoverde. Em seguida, acessarão a Rua Antônio Ramos e, por fim, a Rua Desembargador Pedro Conde para, então, chegar novamente na marginal direita da João XXIII.

Crédito: Google Maps

A SDU informa que serão iniciadas as escavações e colocação de aduelas para dar prosseguimento ao acesso da galeria, o que irá exigir a interdição do trecho. Para minimizar os transtornos aos cidadãos, algumas medidas estão sendo tomadas em conjunto com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (STRANS), com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) e com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

“Até o mês de julho, nossa intenção é atravessar a Avenida João XXIII e avançar ainda mais com a obra, que será importante para garantir a drenagem das águas das chuvas, evitando os alagamentos nas principais avenidas e ruas da região”, explicou o superintendente João Pádua.

Com investimento superior a R$ 49,4 milhões, a galeria é uma obra complexa e que terá 7 km de extensão. Os recursos são oriundos da Caixa Econômica Federal, com contrapartida da Prefeitura de Teresina. A obra já passou do seu primeiro quilômetro de extensão e as próximas etapas serão realizadas dentro do período estimado. “As próximas fases terão uma complexidade maior, mas já estamos estudando as medidas necessárias para minimizar os transtornos à população. O resultado da construção da galeria trará inúmeros benefícios, mudando a vida de muitas pessoas que moram na região”, disse o superintendente executivo e engenheiro Ângelo Cavalcante.

Ieda Fernandes Paz, moradora da Rua Torquato Neto, no São Cristóvão, acredita nos benefícios que a obra trará para a região. “Toda mudança atinge as pessoas. Moro aqui há 13 anos e sei como é lidar com os alagamentos anuais aqui na rua e nas proximidades. Acredito que, apesar dos transtornos que iremos enfrentar com a construção da galeria, os benefícios serão maiores. Precisamos aceitar essa mudança que melhorará os problemas de alagamentos”, comenta.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar