W.Dias autoriza licitação do projeto Piauí Conectado nesta terça

Wellington Dias cumpre agenda administrativa no litoral

O governador Wellington Dias assina, nesta terça-feria (01), a autorização para publicação do edital de licitação do projeto Piauí Conectado. O edital tem por finalidade a contratação de Parceria Público-Privada para construção, operação e manutenção da infraestrutura de transporte de dados do Estado.

Por meio do projeto, será construido um cinturão de fibra ótica que passará de Norte a Sul do Piauí, interligando as unidades administrativas do Estado, melhorando significativamente a qualidade da internet usada nesses pontos.


Image title

A rede de fibra ótica também poderá ser explorada pela iniciativa privada que tenha interesse em prover internet em qualquer município piauiense. O Piauí Conectado passará por 96 cidades e os municípios restantes serão contemplados com tecnologia complementar como rádio e satélite.

Realizado em parceria entre a Agência de Tecnologia da Informação do Piauí (ATI), a Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc) e Secretaria de Estado da Administração e Previdência (Seadprev), a obra receberá investimentos na ordem de R$ 302 milhões.

Por meio do Piauí Conectado, será possível ofertar e melhorar a qualidade de diversos serviços destinados aos piauienses. É o caso do Ensino a Distância; do monitoramento dos espaços públicos com câmeras inteligentes conectadas à rede de fibra ótica do Estado; a telemedicina, permitindo que exames realizados no interior sejam enviados a uma Central de Laudos em tempo hábil para que o resultado seja devolvido ao hospital de onde o exame saiu em curto espaço de tempo; e ainda disponibilização de pontos de internet livre em diversos espaços públicos do estado como praças, bibliotecas e parques.

A infraestrutura da PPP prevê a instalação de 5.000 km de fibra óptica que possibilitará conectar 80% da população piauiense, que vivem em 98 municípios. Com capacidade de 60 gigabytes e 1.500 pontos de acesso, a PPP vai tirar o Piauí da penúltima colocação no ranking nacional da Inclusão Digital.

O objetivo buscado pelo Estado, com a implantação do projeto, é melhorar a qualidade dos serviços prestados aos servidores públicos e aos cidadãos piauienses com expansão e universalização do acesso à internet, com a redução dos custos operacionais e administrativos, assim como com a promoção da inclusão social em todo o Estado.

Para tal, o modelo estruturado possibilita desenhar estratégias que ampliem e interiorizem a prestação dos serviços integrados de telemática, adequando-se às necessidades das secretarias estaduais e dos demais órgãos da Administração Pública Direta e Indireta, atualmente limitada a algumas localidades do interior do estado.

As minutas do edital, contrato e anexos estarão disponíveis para download dos interessados no site da Suparc: www.ppp.pi.gov.br. Os interessados poderão adquirir o edital e todos os anexos na sede da Superintendência de Parcerias e Concessões, localizada na Av. Pedro Freitas, s/n, bloco I, 2° andar - Centro Administrativo.

PPP é necessária

Em 2016, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que 93% dos domicílios piauienses têm acesso à internet por meio de telefones celulares e que a banda larga móvel já supera a banda larga fixa.

O estudo faz parte do suplemento de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), e mostra também que 63,1% dos domicílios não têm a utilização da internet, o que representa 59,7% da população sem internet em casa. Com a implantação do Piauí Conectado, 80% da população piauiense que vive em 98 municípios terá acesso à internet.

Fonte: Com informações do Portal do Governo