Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

W. Dias pede pressa para início da vacinação contra Covid-19

Para Dias, as vacinas devem chegar a todos e precisam ser seguras.

Compartilhe

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, comemorou a entrega, nessa sexta-feira (11), pela Advocacia-Geral da União (AGU), do “Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19”, assinado pelo Ministério da Saúde. Apesar de prevê a disponibilização, em quatro fases, de 108,3 milhões de doses para mais de 51 milhões de pessoas dos grupos prioritários, o documento entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF) não apresenta uma data para o início da vacinação.

Wellington reconheceu o importante passo dado, mas cobrou pressa do governo federal para o início da vacinação no país. Para ele, as vacinas devem chegar a todos e precisam ser seguras.

Após a aprovação da vacina da Pfizer/Biontec pela agência reguladora dos Estados Unidos, FDA, iniciou no mundo uma corrida pela vacina que imuniza contra o novo coronavírus. Preocupado com a posição do Brasil diante desse cenário, governadores e poderes como o Supremo Tribunal Federal cobraram do governo federal um plano para imunizar a população brasileira contra a Covid-19.

“É uma boa notícia a oficialização do Plano Nacional de Imunização para a Covid-19. O que nós, governadores, apresentamos de principal consta do plano: vacina para todos; e todas as vacinas que tenham aprovação da Anvisa, com segurança e eficácia. Destaco também a estratégia nacional para imunização em quatro fases. Agora é muito trabalho e união de todos: governo federal, Estados, municípios, Congresso Nacional, Judiciário, Fiocruz, Butantan, Anvisa, setor privado, para juntos concretizarmos o plano”, destacou o governador.

Wellington defende que é essencial, neste momento, um esforço para um cronograma de vacinação com a primeira dose, em todo o Brasil, ainda no primeiro semestre, prosseguindo no segundo semestre com a segunda dose. “Apenas o cronograma para o ano inteiro não bate: vacinas têm segunda dose em 21 dias após a primeira (Pfizer), 28 dias depois para a Coronavac e 30 dias depois para a Astrazeneca”, explicouDias.

O governador do Piauí sugere que seja aberta agora negociação para garantir, a partir de janeiro, 30 milhões de doses por mês de vacinas da Coronavac/Butantan por meio do Programa Nacional de Imunização. Ele cobra um apoio do governo federal para permitir à Astrazeneca fornecer material para ampliar a produção de mais 15 milhões de doses pela Fiocruz, tendo a capacidade de produzir 30 milhões de doses por mês.

Assim, segundo Wellington, as duas produções no Brasil, Fiocruz e Butantan, podem garantir 60 milhões de doses por mês. De acordo com ele, outro ponto seria acertar o cronograma de entrega da Pfizer, do Consórcio de Países com a Organização Mundial de Saúde (OMS), Convax Facility, sobre a meta de 42 milhões de doses, e outros que estão em andamento.

“Assim, podemos ter esperança de sairmos da crise da pandemia e da crise social e econômica”, acrescentou Dias.

O governador defende ainda que seja apresentada proposta sobre o Sistema Nacional de Acompanhamento Pós-Vacinas. A ideia é de que, em cada estado, equipes de profissionais de diferentes áreas: infectologistas, farmacêuticos, sanitaristas, etc, façam esse acompanhamento.

Para Wellington, o sistema nacional deve fazer ainda o controle de cada pessoa para garantir a vacina da mesma marca na segunda dose. Segundo Dias, isso é possível no modelo do Monitora Covid, programa desenvolvido no Piauí.

“Acrescento aqui que esperamos bons resultados também no pregão para compra de seringas, agulhas e EPIs, previsto para esta segunda-feira (14). E proponho que, para grandes distâncias, o Brasil deve transportar vacinas e insumos por via aérea, para ganhar tempo”, destacou o governador Wellington Dias.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar