Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Zonas Sul e Sudeste terão pontos de vacinação contra raiva hoje (17)

Serão disponibilizadas 67 mil doses de vacina para a campanha nestas regiões, que encerra a etapa urbana na capital. Nos dias 24 e 31 de outubro acontece a vacinação na zona rural.

Compartilhe

Acontece neste sábado (17) mais uma etapa da campanha de vacinação contra a raiva em Teresina. Desta vez, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) disponibilizará 137 postos espalhados por todos os bairros nas zonas Sul e Sudeste, das 8h às 17h, para facilitar o acesso dos tutores de cães e gatos à imunização.

Serão disponibilizadas 67 mil doses de vacina para a campanha nestas regiões, que encerra a etapa urbana na capital. Nos dias 24 e 31 de outubro acontece a vacinação na zona rural. Durante a primeira etapa, realizada no dia 3 de outubro nas zonas Norte e Leste, foram vacinados 64.393 animais, atingindo 95,67% de cobertura. Ao fim da campanha, a expectativa é que mais de 140 mil cães e gatos sejam imunizados em todo o município.

A gerente de Zoonoses da FMS, Oriana Bezerra, pede que os tutores tomem alguns cuidados no transporte dos animais, com o uso de guias, correntes, caixas de transporte ou sacos de estopa ou nylon para os gatos. Além disso, ela orienta que eles sejam levados por pessoas que tenham condições físicas de contê-los, para prevenir acidentes entre animais e pessoas.

Oriana Bezerra ressalta as precauções que devem ser tomadas para garantir a vacinação segura dos animais, como levá-los em horários menos quentes do dia. “Existem muitos animais que não realizam nenhuma atividade física e que estão acima do peso, e que se os donos o levarem caminhando ao meio dia para se vacinar e voltar imediatamente, ele pode ser prejudicado”, enfatiza a gerente, que pede ainda que os tutores respeitem os protocolos de prevenção contra a Covid-19. “É obrigatório o uso de máscaras, bem como o distanciamento nas filas de espera da vacinação”, disse.

O último caso de raiva em ser humano em Teresina foi diagnosticado em 1986. Já o último caso de raiva canina foi em 2011, em um cão proveniente do interior do estado, cujo proprietário era residente de Teresina.

A vacinação é a única forma de prevenção contra a raiva, que pode ser transmitida para o homem e é fatal. A vacina animal, que é segura e gratuita, é constituída por vírus atenuado, 2% de tecido nervoso e conservantes a base de fenol e timerosol.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar