Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Caminhada em protesto à violência contra a criança

Caminhada em protesto à violência contra a criança
Concentração | Denison Duarte
Compartilhe

Amarante realizou hoje, 18, a maior concentração de alunos, profissionais da educação e sociedade amarantina em geral na caminhada que foi, na verdade, um protesto à violência contra a criança.

A caminhada, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, reuniu mais de 2000 pessoas pelas ruas de Amarante que, ao som de apitos e acenos de bandeirolas, fizeram do dia um marco na história de vida da população amarantina que abraçou fortemente a idéia.

Participaram da caminhada: escolas municipais, estaduais e privadas, além de entidades como: Igrejas em ato ecumênico, Sindicatos, assim como, todos os que guardavam o desejo de dar o seu grito de liberdade contra a criminalidade infantil.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi criado pela Lei n.º 9.970, de 17 de maio de 2000, em razão do crime que comoveu o Brasil, ocorrido na cidade de Vitória, capital do Espírito Santo, em 1973. Naquele ano, a menina Araceli Cabrera Crespo, de oito anos, foi espancada, violentada e assassinada. Até hoje, os culpados pelo crime não foram punidos.

A organização do evento é dos Conselhos Tutelar e de Saúde, PELC, Programa de Esporte e Lazer da Cidade, Assistência Social, Secretaria de Cultura, Secretaria de Saúde, Secretaria de Esportes, Secretaria de Meio Ambiente e Diretores e Coordenadores das unidades escolares municipais, estaduais e privadas com apoio integral da Prefeitura Municipal de Amarante e da sociedade que se organizou para a caminhada. Tudo encerrou na escadaria com palestras, depoimentos e apelos que sensibilizaram aos presentes quando foram citados exemplos de casos comoventes de violência e morte de crianças abusadas sexualmente.

Luiz Neto ? Prefeito e Dr. Agenor Lira ? Secretário de Saúde, pediram à população que dê a sua parcela de contribuição denunciando às autoridades competentes atos de violência que possam estar ocorrendo ou que venham acontecer no dia a dia, ressaltando que ninguém está imune a tal situação.

FOTOS ABAIXO:
































































Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar