Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

UESPI em defesa do patrimônio histórico de Amarante

UESPI em defesa do patrimônio histórico de Amarante
UESPI em defesa da cultura amarantina | Denison Duarte
Compartilhe

A turma de História da UESPI, Bloco II, está concluindo neste momento, na Câmara Municipal, um trabalho de resgate e preservação do patrimônio histórico cultural de Amarante. Trata-se do projeto ?Atividades culturais: revivendo a história de Amarante?.

Hoje está acontecendo a culminância do projeto e, durante as apresentações, pela manhã, fotos do patrimônio histórico de Amarante iam sendo exibidas, em telão, sob forma de traduzir a importância de sua conservação que se faz necessária através da conscientização, principal componente para a preservação, e do tombamento dos imóveis históricos da cidade.

Enquanto isso, foi focado todo o patrimônio histórico de Amarante (Portugal) levando-se em conta o perfeito estado de zelo dos valores que fazem parte da história cultural daquele povo. O projeto almeja conservar o que hoje é histórico e dar segmento a esses valores preservando a identidade cultural de Amarante.

Sidney Conrado, Professor da UESPI e idealizador do projeto, considera importante a participação dos alunos no dia-a-dia da história cultural de Amarante. Como resultado desta conquista, alguns acadêmicos que tem como objetivo fomentar a cultura, hoje fazem parte do corpo de dança da cidade.

A turma foi subdividida para a apresentação dos trabalhos que estão sendo avaliados pela Banca Examinadora composta por: Sidney Conrado, Euzen-í Dantas, e Nalva Rodrigues ? Mestre em História. O processo de avaliação considerou os seguintes critérios: Adequação do conteúdo com o tema, pesquisa, segurança no momento da exposição, desenvoltura e coerência.

O Secretário de Cultura, Luís Silva (L Silva), participou, pela manhã, da culminância do projeto e, bem atento às solicitações, parabeniza a UESPI considerando ser de suma importância para Amarante a iniciativa, mostrando-se favorável às reivindicações.

Ainda, pela manhã, no espaço físico da Câmara Municipal apresentaram-se o Reisado, o Divino Espírito Santo e o Pagode de Amarante.

- PONTOS DE VISTA -

Nós queremos a implantação de uma disciplina específica da história de Amarante, ou seja, uma educação patrimonial nas escolas públicas para a reconstituição da história (Francijane Sousa - Acadêmica).

Eu defendo a educação patrimonial como disciplina obrigatória no currículo escolar de Amarante, pois através dessa obrigatoriedade, o aluno vai se conscientizar da importância de se conservar e preservar um patrimônio, pois ali está a sua identidade cultural, ou seja, o seu modo de vida (Euzen-í Dantas - Coordenadora).

Fico emocionado com esse tipo de iniciativa, pois é importante os acadêmicos saírem dos muros da UESPI e virem em busca desses valores (Sidney Conrado - Professor).

FOTOS ABAIXO:




































Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar