Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Campo Maior ganha laboratório para produzir alimentos que curam doenças

Campo Maior ganha laboratório para produzir alimentos que curam doenças
Prefeito assinando o convênio | Jonas
Compartilhe

Foi oficializada na tarde dessa segunda-feira, 31/10, a parceria entre a EMBRAPA (Meio Norte) e a Prefeitura de Campo Maior para a implantação do projeto piloto ?Biofort?, que consiste em produzir alimentos nutricionalmente melhorados e funcionais, que além de alimentar também servem para curar doenças. No município será instalada uma unidade multiplicadora.

O convênio foi assinado em uma solenidade realizada na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Maior. O diretor-presidente da EMBRAPA (Meio Norte), Hoston Nascimento, informou que no Piauí foram destinadas 35 Unidades Multiplicadoras, mas a primeira é campomaiorense.

?Essas unidades irão selecionar alimentos que tem a função de acabar com a fome nutricional do povo e também curar algumas deficiências do ser humano que não se alimenta direito?, informou Hoston. Ele acrescentou que a Unidade de Campo Maior irá começar a trabalhar itens alimentícios como milho, feijão de moita, mandioca, macaxeira e batata doce.

?A batata doce, por exemplo, é um alimento que evitar a cegueira noturna e isso está comprovado. No Maranhão, onde começamos esse projeto, as crianças não estão mais nascendo com o problema na vista, isso após começar a ingerir os alimentos bioforticados?, ressaltou o diretor.

O projeto Biofort vai inicialmente trabalhar a multiplicação de sementes biofortificadas em 15 comunidades campomaiorenses. O diretor do Centro de Transferência de Tecnologia da EMBRAPA, Marco Jacob, disse que a unidade de Campo Maior vai funcionar em toda a cadeia produtiva dos alimentos selecionados. ?Nós vamos começar pela produção e vamos até a comercialização desses alimentos?, informou Marco Jacob.

O prefeito Paulo Martins que esse convênio com a EMBRAPA vai permitir que os produtores, técnicos e manipuladores comerciais de alimentos sejam capacitados para trabalhar os alimentos melhorados nutricionalmente.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar