Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Casamento Comunitário oficializou a união de 80 casais

Casamento Comunitário oficializou a união de 80 casais
Casamento comunitário | Edna Gomes e Luselene
Compartilhe

O Juiz de Direito da Comarca de Campo Maior da 2ª Vara Cível, José William Veloso Vale realizou na tarde de sexta-feira, 14, casamento comunitário para 80 casais. A cerimônia civil aconteceu na Câmara municipal e contou com a presença do Prefeito Paulo Martins e do vereador Rademarques.

O casamento comunitário faz parte da concretização das ações da Justiça Itinerante, que atendeu a população carente da cidade no início do mês, em parceria com a Prefeitura Municipal.

Na solenidade, os casais ouviram atentamente as palavras do Juiz que desejou felicidades e de acordo com os trâmites da Justiça legalizou a união de vários casais que aguardavam ansiosos para assinatura dos registros com as testemunhas. Logo após, o ato da assinatura os noivos já recebiam a certidão civil.

Muitos casais agradeceram a oportunidade ao prefeito e Justiça Itinerante e ter proporcionado o casamento civil gratuitamente. Já que muitos alegaram que não teriam condições de pagar para casar.

Simbolicamente o prefeito entregou o registro civil do casal de deficientes visuais Anastácio da Cunha (ADEVIC) e sua esposa Maria de Lourdes Portela de Carvalho.

O casal Francisco Antonio Lima de Oliveira e Antonia Francisca Rodrigues da Silva do bairro São João, que uniram-se depois de oito meses de namoro e anteciparam o matrimônio. A noiva já espera o primeiro filho.

Outro destaque, um senhor de 70 anos, demonstrou a felicidade com sua esposa, depois que oficializaram a união de 40 anos, o senhor José Rufino Alves Filho e a senhora Cândida Cunha de Oliveira, moradores do bairro São João, pais de 09 filhos.

O senhor Rufino disse que Deus abençoou sua união com sua esposa mais eles precisavam legalizar o casamento porque nunca se sabe quando um faltar, ou seja, segundo ele, ?se caso um de nós chega a adoecer ou até mesmo vier a falecer a lei ampara o outro que ficar com os filhos e os netos?. falou Rufino

Após a cerimônia civil, o prefeito Paulo Martins recepcionou os casais na SEMDES, com o bolo oferecendo aos noivos que compartilharam do momento com os familiares e amigos.








Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar