Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

W.Dias quer "tomar" PMDB de Wilsão e oferece vaga de vice-governardor

Compartilhe
Google Whatsapp



O PT realizou na manhã deste sábado (04/01), a reunião do diretório estadual para definir quais os rumos que o partido irá seguir em 2014, após ser "expulso" da base pelo governador Wilson Martins (PSB).

O senador Wellington Dias (PT) chegou ao encontro confiante que a base de Wilson Martins ainda não está fechada. Ele espera que até o mês de abril, possa chegar a um acordo com PMDB, PCdoB e PDT, partidos que estão, hoje, fechados com Wilsão.

W. Dias quer "tomar" esses partidos para seu lado e garante que se o PMDB desejar, o partido de Marcelo Castro terá a vaga de vice na chapa petista. Para o PT, existe um movimento dentro da base governista, que se articula para isolar Zé Filho (PMDB), obrigando o vice a desistir de ser o candidato governista.

Wellington Dias afirma que assim como o PT e o PMDB serão aliados políticos nacionalmente, seria natural que essa aliança também ocorresse no Piauí. ?Não fechamos portas para nenhum partido e ainda vamos buscar o diálogo com o PMDB. Era para ter ocorrido essa discussão apenas em junho deste ano, mas o processo eleitoral acabou sendo antecipado. Mas se o PMDB desejar terá a vaga de vice?, declarou.

PMDB É DESEJADO POR W.DIAS

O senador petista afirma que vai trabalhar para fortalecer a chapa que hoje já conta com a presença do PTB do senador João Vicente e do PP de Ciro Nogueira. ?A participação do PMDB é um desejo de todos os partidos que fazem parte deste grupo que estamos montando. Não seria nenhum problema?, declarou.

PT SE APROVEITA DA INSEGURANÇA NA BASE

O deputado federal Jesus Rodrigues (PT) afirmou que há um clima de ?incerteza? na base política de Wilson Martins. ?Aqueles partidos que decidiram permanecer na base não estão 100% fechados com o governador. Eles não sabem se ele sai ou fica, se o Zé Filho é ou não o candidato. Isso gera insegurança. O PT irá manter o diálogo com todos eles em busca de apoio?, garantiu.

DEPUTADO PETISTA QUER O PARTIDO NA OPOSIÇÃO

O deputado João de Deus defendeu que o partido adote uma postura de oposição na Assembleia Legislativa a partir de fevereiro. ?A atitude do governador levou o PT para a oposição. Ele agiu de forma desleal com o partido que o colocou no poder. Acredito que só quem ganha é o Piauí que agora terá uma voz de oposição no Legislativo?, comentou.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se