Localização

 O município está localizado na microrregião de Teresina (hoje RIDE - Região Integrada de Desenvolvimento da Grande Teresina), compreendendo uma área irregular de 584,67 km2 e tendo como limites ao norte os municípios de Altos e Campo Maior, ao sul Altos e Pau D'arco do Piauí, Alto Longá, a leste Alto Longá e Campo Maior, e a oeste Altos. A sede municipal tem as coordenadas geográficas de 05o 03’57” de latitude sul e 42 o 22’04” de longitude oeste de Greenwich e dista 68 de Teresina. 

Formação Administrativa e Dados Gerais

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Coivaras, pelo artigo 35, inciso II, do ato das disposições constitucionais transitórias, da constituição estadual de 05-10-1989, com o topônimo, área territorial e limites estabelecidos pela lei estadual nº 4477, de 29-04-1992, desmembrado de Altos. Sede no atual distrito de Coivaras ex-povoado de Coivaras. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1993. Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 

As vias de comunicação e transporte do município faz-se através das rodovias BR-226 (Altos/Teresina à Coivaras).  e PI-215 (Alto Longá/Campo Maior à Coivaras) e estradas vicinais de rodagem piçarrada (Km 15 da BR 226, do Beijamin à localidade Ponta da Serra/Miradouro BR-343) (Km 27 da BR-226 à localidade Sobradinho/Cipó, PI-221), ligando-se com os município de Picos de Altos – 28 km; Campo Maior – 30 km e Alto Longá – 18 km, pelas empresas de ônibus C. Santos e Área Leão. Internet Banda Larga Fonte Telecom e Oi Telefonia; Operadoras Claro e Vivo. A sua principal produção é a extração da Cera de Carnaúba. A palha da Carnaúba é utilizada na confecção de vassouras. Na agricultura destaca-se a produção de arroz, feijão e milho, em cultura de subsistência. Na pecuária destaca-se a criação de bode e ovelha (caprinos e ovinos).

 

Em 2018, o salário médio mensal era de 1.8 salários mínimos. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 7.4%. Na comparação com os outros municípios do estado, ocupava as posições 83 de 224 e 63 de 224, respectivamente. Já na comparação com cidades do país todo, ficava na posição 3263 de 5570 e 4307 de 5570, respectivamente. Considerando domicílios com rendimentos mensais de até meio salário mínimo por pessoa, tinha 55.4% da população nessas condições, o que o colocava na posição 101 de 224 dentre as cidades do estado e na posição 414 de 5570 dentre as cidades do Brasil.

 

A taxa de mortalidade infantil média na cidade é de 41.67 para 1.000 nascidos vivos. As internações devido a diarreias são de 5.6 para cada 1.000 habitantes. Comparado com todos os municípios do estado, fica nas posições 15 de 224 e 59 de 224, respectivamente. Quando comparado a cidades do Brasil todo, essas posições são de 164 de 5570 e 610 de 5570, respectivamente. 

 

Aspectos Socioeconômicos

O município foi criado pela Lei Estadual nº 4.477 de 29/04/1992. A população total, segundo o Censo 2000 do IBGE, é de 3.507 habitantes e uma densidade demográfica de 5,99 hab/km2 , onde 75,04% das pessoas estão na zona rural. Com relação a educação, 62,1% da população acima de 10 anos de idade são alfabetizadas. A sede do município e a maioria absoluta da localidades rurais dispõe de energia elétrica distribuída pela Equatorial Energia; terminais telefônicos atendidos pela OI Telefonia. Em relação ao serviço público, município é assistido de 06 escolas municipais ( 05 escolas de ensino fundamental, 01 pré escolas), 01 escola estadual de Ensino Médio (onde funciona UAPI/UESPI, Pronatec e Cursos Técnicos Concomitantes/SEDUC-PI), 06 estabelecimentos de Educação de Jovens e Adultos – AJA. 02 Postos de Saúde e 01 UBAS – Unidade Básica de Saúde Avançada; 01 escola estadual desativada (01 onde funciona Conselho Tutelar, Conselho do Fundeb e Biblioteca Municipal), 01 GPM – Grupamento de Polícia Militar da PM/PI, 01 Ginásio de esporte, 02 postos de saúde, 01 UBAS, 01 Agência dos Correios – ECT, 01 Casa Lotérica com serviços da Caixa Econômica Federal,  01 praça de alimentação, sedes dos poderes executivo e legislativo, 01 Cras, 01 Clube do Vaqueiro (onde funciona a secretaria municipal de agricultura e os postos da ADAPI e EMATER), 01 posto da antiga Fundação SESP, 01 mercado público, 02 cemitérios municipais (01 desativado, o das Almas), sistema de abastecimento de água com vários poços espalhados por todo o município e serviço de limpeza pública.

Aspectos Fisiográficos

As condições climáticas do município de Coivaras (com altitude da sede a 190 m acima do nível do mar) apresentam temperaturas mínimas de 25o C e máximas de 35o C, com clima quente tropical, ou seja, Clima tropical com estação seca. A precipitação pluviométrica média anual é definida no Regime Equatorial Marítimo, com isoietas anuais entre 800 a 1.400 mm, cerca de 5 a 6 meses como os mais chuvosos e período restante do ano de estação seca. Os meses de fevereiro, março e abril correspondem ao trimestre mais úmido da região. Os solos da região são provenientes da alteração de arenitos, siltitos, folhelhos, calcários e silexitos. Compreendem solos litólicos, álicos e distróficos, de textura média, pouco desenvolvidos, rasos a muito rasos, fase pedregosa, com floresta caducifólia e/ou floresta sub-caducifólia/cerrado. Associados ocorrem solos podzólicos vermelho-amarelos, textura média a argilosa, fase pedregosa e não pedregosa, com misturas e transições vegetais de floresta sub-caducifólia e caatinga. Secundariamente, ocorrem areias quartzosas, que compreendem solos arenosos essencialmente quartzosos, profundos, drenados, desprovidos de minerais primários, de baixa fertilidade, com transições vegetais de fase caatinga hiperxerófila e/ou cerrado sub-caducifólio e floresta sub-caducifólia. As formas de relevo, compreendem, principalmente, superfícies tabulares reelaboradas (chapadas baixas), relevo plano com partes suavemente onduladas e altitudes variando de 150 a 300 metros; superfícies tabulares cimeiras (chapadas altas), com relevo plano, altitudes entre 400 a 500 metros, com grandes mesas recortadas e superfícies onduladas com relevo movimentado, encostas e prolongamentos residuais de chapadas, desníveis e encostas mais acentuadas de vales, elevações (serras, morros e colinas), com altitudes de 150 a 500 metros. Seqüência de platôs e chapadas de altitudes médias de 600 a 400 metros acima do nível do mar, podendo alcançar 800 metros.

Geologia

As unidades geológicas dominantes nos limites do município restringem-se às coberturas sedimentares, cuja seqüência é descrita a seguir. No topo do pacote sedimentar ocorre a Formação Pedra de Fogo, com arenito, folhelho, calcário e silexito. Na porção intermediaria ocorrem arenito, folhelho, siltito e calcário da denominada Formação Piauí. Na base repousam sedimentos da Formação Poti, englobando arenito, folhelho e siltito.COIVARAS 29 ANOS: CONFIRA OS ASPECTOS GEOGRÁFICOS DO MUNICÍPIO - Imagem 1COIVARAS 29 ANOS: CONFIRA OS ASPECTOS GEOGRÁFICOS DO MUNICÍPIO - Imagem 2

COIVARAS 29 ANOS: CONFIRA OS ASPECTOS GEOGRÁFICOS DO MUNICÍPIO - Imagem 3COIVARAS 29 ANOS: CONFIRA OS ASPECTOS GEOGRÁFICOS DO MUNICÍPIO - Imagem 4COIVARAS 29 ANOS: CONFIRA OS ASPECTOS GEOGRÁFICOS DO MUNICÍPIO - Imagem 5