Elisângela Moura, suplente de deputada estadual pelo Pc do B, Monsenhorgilense de vida ativa na luta sindical na agricultura, inclusive tendo sido presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura, retorna ao mandato e foi prestigiada por conterrâneos, amigos e dirigentes da área sindical agrícola. A lista das presenças foi encabeçada pelo prefeito de Monsenhor Gil, João Luiz Carvalho, que além de prestigiar a mulher de garra, prestigiava também a líder partidária do Pc do B, agremiação que esteve junta na eleição do atual Prefeito. Mas também estiveram presente Zé Noronha, que quando foi prefeito de Monsenhor Gil, também tinha o partido, hoje comandado por Zé Carvalho, um aliado dos embates políticos que lhe garantiram dois mandatos no município. Mas a comitiva vinda de Monsenhor Gil era composta por Amália Moura, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, vereador Flávio Henrique,  Luciana Campelo, Francinaldo Morais, chefe de gabinete da prefeitura de Monsenhor Gil, Miro Silva, Secretário de Cultura e Turismo de Monsenhor Gil, Cleydson Paiva, Joel Lopes, Breno Dias, entre outros.Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 1

Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 2

Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 3

Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 4

Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 5

Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 6

Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 7

Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 8

Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 9

BREVE HISTÓRICO:

Elisangela Maria dos Santos Moura, nascida no dia 24 de abril de 1976, é agricultora familiar e sindicalista. Sua trajetória como sindicalista começou muito cedo, quando tinha 16 anos de idade se filiou no ano 1994 no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Monsenhor Gil.

E em 1993 filou-se ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB) se identificando com a ideologia comunista e a partir daí, vem lutando por uma sociedade mais justa e igualitária.

Em 1997 iniciou sua trajetória no movimento sindical de trabalhadores/as rurais como secretária geral do STTR de Monsenhor Gil.

Em 2004 foi eleita presidente do sindicato de Monsenhor Gil, foi suplente da diretoria da FETAG e em seguida foi membra do conselho fiscal da mesma, após um árduo trabalho a frente do Sindicato foi reconhecida pelo conjunto do movimento sindical e após dois anos de mandato, foi convidada a fazer parte da diretoria executiva da FETAG ,onde foi eleita para o cargo de Secretária de Finanças e Administração, sendo a primeira mulher a assumir este cargo, no ano de 2006. Permanecendo por dois mandatos até o ano de 2014.

Seu trabalho a frente da secretaria dinamizou e estruturou a FETAG-PI, e em reconhecimento ao seu trabalho e sua luta e dedicação ao MSTTR foi eleita no dia 07 de fevereiro de 2014 para um mandato de 04 anos, como presidenta da FETAG, sendo a primeira mulher a assumir esse cargo após 44 anos de fundação da entidade. No dia 02 de fevereiro de 2018 foi reeleita presidente da Federação. Disputou o pleito de 2018, conseguindo 20.997 votos em 219 municípios piauiense.

Monsenhor Gil no parlamento estudual na pessoa da líder Elisângela Moura - Imagem 10

Votação que lhe garantiu a sexta suplência de uma coligação que apoiou o atual governador do Estado, Wellington Dias.