O Mercado do Produtor Rural, UBS do bairro Canto da Várzea, Cozinha Comunitária do bairro Parque de Exposição e quadra Poli Esportiva dos Torrões; são algumas das inúmeras obras municipais  que estão paralisadas  no município de Picos. Muitas delas há mais de 4 anos e sem previsão de serem retomadas.

A denuncia partiu do vereador Francisco das chagas o \"Chaguinha\" do PTB, no  plenário da Câmara de Vereadores, o parlamentar elencou inúmeras obras entre elas o Mercado Produtor de Picos, que está  há mais de seis meses está paralisado. Orçada em R$ 4.008.348,88 a obra conta com dois prédios e 67 boxes, o prédio deverá abrigar os comerciantes do açougue e da feira do peixe.

\"\"

Ele também visitou a obra de uma UBS no bairro Canto da Várzea, onde listou problemas na execução parcial da estrutura, que está parada há mais de 4 anos.

\"Essa obra do Canto da Várzea, ela está pagando aluguel todos os meses uma média de três mil reais enquanto se nós já estivéssemos com essa obra pronta, porque ela já está praticamente em fase de acabamento, inclusive encontramos aqui dentro do orçamento que a lage fora paga no entanto podemos observar que ela não foi construída então já tem um defeito ai, um vicio em que a empresa vai ter que devolver ou a prefeitura terá que arcar com a responsabilidade.\" Denunciou o vereador, acrescentando que o problema da maioria das obras estarem paralisadas é por falta de gestão do prefeito Padre Walmir Lima do PT.

\"Não é uma questão de verba, isso ai é uma questão de gestão publica, e falta de vontade politica, se o Prefeito tivesse interesse de concluir essa obra, era simplesmente lança-la para o edital, e colocar essa obra em funcionamento, pois é interesse nosso sair do aluguel. Existe parte do recurso designado pelo Ministério da Saúde, hoje o dinheiro que tem lá não dá mais para concluir a obra; mas o prefeito pode realocar verbas municipais para concluir e entregar a sociedade.\" Declarou Chaguinha.

\"\"

No bairro Parque de Exposição onde era para ser uma cozinha comunitária, um tipo de restaurante popular, a obra que também está parada  há mais de 4 anos, está servindo de ponto de uso de drogas e esconderijos de bandidos, foi o que relatou a moradora Julieta da Conceição que teve a casa invadida por um homem enquanto trabalhava.

\"Eu trabalho no cemitério, e teve uma vez que eu estava lá dentro minha filha chegou lá desesperada, dizendo que tinha um homem dentro de casa pegando o celular do pai dela que estava carregando, quando ele viu ela pulou a janela e foi se esconder dentro da obra.\"Relatou a maradora.

O marido de dona Julieta o senhor Francisco das Chagas relatou que o local abandonado pelo poder publico já escondeu até foragidos da justiça, e o mais grave e que as filhas dele uma menina de 12 e outra de 9 anos foram aliciadas por um usuário de drogas que  ofereceu dinheiro as crianças para toca-las.

\"\"

\"Vem foragidos de várias partes, pessoas que a gente nunca viu na vida vem se esconder ai, ladrões estupradores, inclusive até um velho que vende carteira no centro tentou aliciar minhas meninas, eu quis até faze uma besteira mais minha mulher não deixou, ai eu pensei melhor. é um perigo essa obra parada aqui do lado deviam fazer alguma coisa.\"

No entanto como se já não bastasse o descaso das obras paralisadas, a população picoense também sofre com as obras mal executadas, que trazem ainda mais transtornos para os moradores, é o caso da uma obra de pavimentação também do parque de exposição que há mais de um ano incomoda os moradores com mal cheiro devido o esgoto está retornando para dentro das casas.

\"\"

A aposentada dona Iraci Maria disse viver uma situação muito triste, e que mesmo morando a vinte anos no bairro ta pensando em ir embora.

\"Disseram que iam botar o saneamento básico para melhorar a situação más fez foi piora devido a essa obra mal feita, é uma tristeza tem dias que me dá um desgosto tão grande, que se eu pudesse não morava mais aqui já tinha saído só por causa desse esgoto.\" lamentou dona Iraci.

São muitos os problemas estruturais denunciados em Picos, a nossa equipe foi até a secretaria de de obras do município, más não fomos recebidos pela secretária Lilian Araújo de Melo.

\"\"

\"\"