Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Artigo por Edivan Fonseca Guerra - PRESIDENTE DILMA – ÉTICA, ORDEM E PROGRESSO

Artigo por Edivan Fonseca Guerra -  PRESIDENTE DILMA – ÉTICA, ORDEM E PROGRESSO
Dia de Ação Global na comunidade Palestina | Arquivo
Compartilhe

* Edivam Fonseca Guerra

Um ano de Governo Dilma, eu não falei Governo do PT, e um alentado acervo de realizações a comemorar.

Para início de conversa, a Presidente Dilma Rousseff, em quem não votei, baniu do cenário político palaciano aquele populismo barato entremeado de metáforas e expressões chulas oriundas do dialeto futebolístico, tão ao gosto do seu antecessor. Há de convir-se que, mesmo não sendo uma exigência do cargo, o exercício da chefia de Estado, em qualquer que seja a forma de governo, requer um linguajar, no mínimo, respeitoso e coloquial do governante com os seus jurisdicionados.

A Presidente Dilma, com seu estilo professoral, jamais se dirigiu com desdém, deboches ou piadas ao povo brasileiro, mesmo nos momentos mais descontraídos. Ela foi elegante, inclusive, com quem, de maneira patética e nada republicana lhe prometeu juras de amor em cadeia nacional de TV, o marmanjo Carlos Lupi, ex-Ministro do Trabalho e Emprego, recentemente defenestrado do poder, a exemplo de tantos outros, acusados de corrupção pela poderosa imprensa do Sudeste do país.

No que se refere à depurada ?faxina? em curso, foi esse o adjetivo inicialmente utilizado pela Presidente, quando a imprensa livre deflagrou a onda de denúncias de malversação do dinheiro público, em alguns ministérios do seu Governo, muitas pessoas não acreditaram no pulso forte da nossa ?Dama de Ferro?, uma vez que os ministros envolvidos em escândalos de corrupção de toda sorte, vinham da era Lula ou foram por este indicados para os respectivos ministérios.

Todavia, a Presidente Dilma, escândalo após escândalo, foi contrariando o seu padrinho político e ?guru?, Luís Inácio Lula da Silva, na medida em que, a cada constatação de culpa ou explicação insatisfatória por parte dos denunciados, fazia rolar Esplanada dos Ministérios a baixo, as cabeças dos malfeitores do seu governo.

Tampouco, comoveram a Presidente mais ética do Brasil contemporâneo, as pálidas e esfarrapadas defesas articuladas pelos partidos da base aliada, a que pertenciam ou pertencem todos os ex-ministros malversadores do dinheiro público e autores de outras condutas reprováveis.

Assim, podemos afirmar, sem qualquer sombra de dúvida, que a ordem está sendo restaurada pela ética e, com menos corruptos gravitando em torno do poder central, apesar da crise internacional que já ronda a economia brasileira, o país está progredindo, se não a passos largos, porém a passos e pulso firmes da nossa Presidente.

* Edivam Fonseca Guerra é Advogado, Escritor e intransigente defensor da criação do Estado do Gurgueia.




Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar