Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Vaqueiros, atletas, familiares e amigos prestam suas homenagens a Gilvan na Missa de 7º dia.

Vaqueiros, atletas, familiares e amigos prestam suas homenagens a Gilvan na Missa de 7º dia.
Ofertório: Jogador e Vaqueiro | Ronaldo Figueiredo
Compartilhe

Nesta manhã de sábado, mais uma vez a cidade de Redenção foi tomada pela emoção. Na missa de 7º dia de falecimento do vaqueiro Nordestino e atleta internacional Gilvan Sousa Silva as homenagens foram de causar emoção em toda comunidade, em especial os tributos dos representantes da vaquejada e jogadores do Estrela Sport Club.

Gilvan deixa suas digitais na história de Redenção. Um homem que tinha em entre suas qualidades: a humildade, a modéstia, a dignidade e o respeito com todos sem distinção.

Seus pais perderam um filho; seus filhos perderam um pai; seus irmãos perderam o irmão, um conselheiro, um amigo; sua esposa perde o companheiro, um amor; nós perdemos um amigo; o futebol perde um grande jogador, um craque e a vaquejada perde não somente um ilustre vaqueiro, mas perde o homem que tinha em seus ideais o sonho de impulsionar a vaquejada em nosso município, para tanto estava construindo um parque de vaquejada o qual seria inaugurado em 30/7/2010.

Durante a missa no ofertório, ofertou-se o jogador de futebol ? o desportista, símbolo de uma geração de saúde física e mental, através dos quais se criam oportunidades de mudar o modo de vida dos menores carentes, retirando-os da rua, das drogas, do mundo do crime, multiplicando os seus dias. Com o esporte faz-se inclusão social, quebra-se barreiras, acaba-se preconceitos, ultrapassa-se fronteiras, une-se nações. O esporte é vida e vida solidária da qual Gilvan partilhara.

Ofertou-se ao Senhor o Vaqueiro que simboliza o homem, a natureza, a extensão do solo. Simboliza a força, a coragem nos músculos, no vstir, na voz, o grito e o cântico de uma gente que sofre e resiste. O vaqueiro na vaquejada, que é a grandeza da cultura, do folclore, da festa de gente brava, da alma indomável de um povo forte como partilhara Gilvan Sousa Silva a simplicidade, a pureza e a fé do vaqueiro nordestino.




















Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar