Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Ministério da saúde classifica Santo Antônio de Lisboa como risco eminente de epidemia de dengue

Ministério da saúde classifica Santo Antônio de Lisboa como risco eminente de epidemia de dengue
Combate a dengue | Arquivo internet
Compartilhe
Google Whatsapp

Cinquenta e cinco municípios do Piauí estão em risco para ocorrência de epidemia de dengue e dentre eles Santo Antônio de Lisboa também está em em alerta, onde apontou o novo mapa da dengue, divulgado pelo Ministério da Saúde. Segundo o Ministério da Saúde, 340 municípios brasileiros estão em situação de risco para a ocorrência de epidemias e 877 estão em alerta.

O Ministério da Saúde disse que o Piauí registrou do início deste ano até o dia 7 de março foram registrados 480 casos de dengue, com uma incidência de 15 casos de dengue para cada grupo de 100 mil habitantes. No ano passado, no mesmo período, foram registrados 599 casos de dengue, com uma incidência de 18,7 casos de dengue para cada 100 mol habitantes. Neste ano foi registrado um caso grave de dengue no Piauí, mesmo número do ano passado e dois casos com sinais de alarme. O LIRAa é considerado um instrumento fundamental para orientar as ações de controle da dengue e chikungunya.

O levantamento identifica os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito transmissor das doenças e os tipos de recipientes com água parada, que servem de criadouros mais comuns. A pesquisa proporciona informação qualificada para atuação das prefeituras nas ações de prevenção e controle, permitindo a mobilização de outros setores, além das secretarias de saúde, como os serviços de limpeza urbana e abastecimento de água.

O índice utilizado no LIRAa leva em consideração a percentagem de casas visitadas com larvas do mosquito Aedes aegypti. Os municípios classificados como de risco apresentam larvas do mosquito em mais de 3,9% dos imóveis pesquisados. É considerado estado de alerta quando menos de 3,9% dos imóveis pesquisados têm larvas do mosquito; e satisfatório quando o índice está abaixo de 1% de residências com larvas do mosquito.

Durante a coletiva de apresentação do novo LIRAa, o Ministro da Saúde, Arthur Chioro, destacou que o aumento de municípios participantes mostra que o estudo está se consolidando como ferramenta importante de combate à dengue.

“Tão importante quanto fazer o LIRAa, é seguir as informações apresentadas pelo levantamento para corrigir os problemas”, alertou Chioro. Ele ressaltou que o combate à dengue deve ser feito com o fortalecimento da prevenção, medida que conta com o envolvimento da população e das prefeituras. Segundo o ministro, 15 minutos são suficientes para que as famílias façam uma vistoria em casa e elimine qualquer situação que possa acumular água parada, servindo de criadouro do mosquito.

O Ministério da Saúde recomenda algumas medidas de prevenção, entre elas: manter as caixas d’água e outros recipientes de armazenamento de água fechados; colocar as garrafas com a boca para baixo; não deixar água acumulada sobre a laje ou calhas; manter a lixeira fechada; colocar areia nos pratos das plantas, entre outras.

Efrém Ribeiro


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×