A Associação de Arte de Cultura Junina Balançar (AACJB) realizou nesta terça, 31, na praça Dirceu Arcoverde, o I Festival de Quadrilha Junina, onde se apresentaram quadrilhas de várias cidades. Foi um evento grandioso e importante para o município, pois incentiva e leva a cultura sanjoense ao Piaui e Brasil.

A presidente da Associação, Socorro Meneses agradeceu os patrocinadores e convidou autoridades para a composição da mesa de honra, além de apresentar o trio de jurados da Federação de Quadrilha do Piaui, FEPIQ,  Rodrigo Veras, Ingrid Gomes e Pereira Falazar.

A Quadrilha Mirim Junina Balancinha foi a primeira a se apresentar, abrindo o festival com alegria, ritmo e sintonia na danças e personagens caipiras. Na sequência, a Junina Balançar mostrou a arte e dedicação na dança apresentada, onde personagens como o Lampião e Maria Bonita ganhava vidas, com tão perfeita caracterização e interpretação. Com o tema sonhos, um garoto solitário que ao relatar seus sonhos para uma amiga, é completamente envolvimento e vivencia a alegria  e encantos no ritmo da quadrilha junina. O rei interpretado pelo coreógrafo Juliano Meneses e rainha Carol, também brilharam na perfeição artística da dança junina. O casal de reis representaram a esperança que tornam os sonhos cada dia mais vivos.

No espetáculo, o casal de noivos demonstraram a persistência na realização dos sonhos. Já o casal Maria Bonita e Lampião representavam o grande amor do sertão, Eles sonharam por justiça e lutaram por essa causa até a morte. "Os sonhos são encarados como meta de vida e foi isso que trazemos ao público", diz a professora Socorro.

Ao término das apresentações,  a emoção e alegria pelo dever cumprido tomou de conta, ao tempo que foi abençoado por Deus com uma garoa, blindando o esforço de todos pela bela realização, onde a professora Socorro Meneses disse ser um sonho e então anunciou o inicio da competição.

Jurados atentos com a  apresentação da primeira quadrilha Estrela do Sertão, de Santa Cruz dos Milagres, que retratou a cena de romaria, mostrando a forte religiosidade e destaque no Nordeste como das maiores do pais. Com sincronias, ritmos, interpretações, casamento, lampião e Maria Bonita, Reis e rainhas mostraram o melhor da quadrilha de Santa Cruz dos Milagres.

Passagem Franca estava representada pela quadrilha junina Unidos com o  Coração, a segunda a mostrar o brilho e nível da quadrilha da cidade representada.

A terceira quadrilha, Explosão Nordestina, de Água Branca, também trouxe para os sanjoenses o melhor do caipirismo no intuito de arrancar admiração do público e jurados. A quarta e penúltima a se apresentar foi a Explosão Estrelar, de Teresina, que mostrou a que veio, dando espetáculo e muita sincronia e perfeccionismo, presenteando a todos com sua bela quadrilha e, por fim, a quinta e última também fez bonito, a Zabumbada, de Altos, fechando o ciclo de apresentações juninas.

Os jurados, no olhar crítico para eleger os melhores, ficando a quadrilha Explosão Estrelar, de Teresina, com o primeiro lugar, e ainda levou todas as medalhas casais, noivos, rei e rainha caipira, Lampião e Maria Bonita, casal tema e marcador.

A Zabumbada, de Altos, garantiu a segunda colocação e Unidos com o Coração, de Passagem Franca, conseguiu o terceiro lugar.

Na ocasião, houve ainda um bingo beneficente de um carneiro da raça DOPER, patrocinio da HOMELINK Comunicações, que no evento estava representada pela administradora de empresas Ana Maria Cardoso.

Todo o evento teve foi organizado pela Associação de Arte e Cultura Junina Balançar - AACJB, em parceria com a Prefeitura Municipal de São João da Serra, através do prefeito Ananias André e vice-prefeito João Paulo Manú, com patrocínio dos comerciantes locais, Secretarias de Educação, Social, Câmara Municipal, Família Manú e HOMELINK Comunicações.