mais

6 fatos importantes sobre o empréstimo com garantia

Está em dúvida sobre a contratação dessa linha de crédito? Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre suas vantagens!

6 fatos importantes sobre o empréstimo com garantia
| Evandro Carvalho

Está em dúvida sobre a contratação dessa linha de crédito? Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre suas vantagens!

00:02/00:59
6 fatos importantes sobre o empréstimo com garantia - Imagem 1

Ainda que o empréstimo com garantia traga muitos benefícios ao bolso do consumidor, é importante ficar atento sobre alguns fatos importantes de sua contratação. Ficou curioso para saber mais? Continue a leitura até o final e confira!

Nem todos os bens são aceitos como garantia

Continua depois da publicidade

Antes de ser aprovado, ocorre uma análise do bem a ser oferecido. Isso porque nem todo imóvel ou todo veículo pode ser usado como garantia, variando de acordo com as regras de cada instituição financeira. 

No caso do empréstimo com garantia de imóvel, por exemplo, nessa análise são levados em conta os metros quadrados da propriedade e a finalidade do imóvel em questão.

O bem pode ser leiloado

Caso as parcelas não sejam pagas dentro do prazo estipulado, pode acontecer, como último recurso, de a empresa bancária colocar o bem para leilão. Isso acontece quando o crediário fica com o nome negativado, mas só é feito após diversas renegociações da dívida.

O bem só pode ser oferecido para um empréstimo por vez

Nesta modalidade de linha de crédito, o bem só pode ser oferecido com garantia apenas uma vez por solicitação de empréstimo. Ou seja, até que o empréstimo seja quitado, o bem não poderá ser oferecido para um novo empréstimo, sendo preciso ofertar outro bem.

Continua depois da publicidade

É preciso comprovar renda

Independente do bem ter sido colocado como garantia do empréstimo, é necessário fazer uma comprovação de renda. Mesmo que o valor do bem seja alto, se por um acaso a instituição financeira achar que a renda mensal do cliente não é compatível com o dinheiro que foi solicitado, será negado.

O valor do bem a ser financiado tem um limite

Continua depois da publicidade

Existe um limite de valor que pode ser emprestado, independente do valor do bem. No caso de imóveis, o valor máximo a ser liberado é de 60% do valor total da propriedade. Já no caso de o bem oferecido como garantia ser um veículo, é possível receber até 80% do valor total do automóvel.

É possível vender o bem dado como garantia

É possível que, mesmo que um determinado bem tenha sido oferecido como garantia de um empréstimo, vendê-lo. Porém, é preciso que o comprador saiba que parte do valor na compra do imóvel será utilizado para quitar um empréstimo. O novo proprietário terá o bem em seu nome, no caso de imóvel ou veículo, e não no nome da instituição financeira.

Quais bens podem ser oferecidos como garantia do empréstimo?

Diversos bens podem ser oferecidos no empréstimo com garantia. O imóvel é o bem mais comum a ser ofertado, mas só pode sofrer execuções em casos de dívidas com o financiamento do mesmo, além de dívidas de condomínio ou IPTU, quando dado como fiança de aluguel ou quando é oferecido como garantia do contrato de empréstimo de forma espontânea. 

Já outros bens que podem ser colocados como garantia, como computadores, televisores, veículos, jóias e outros, somente podem sofrer a execução da penhora quando possuírem um alto valor. 

Em contrapartida, os bens que não podem ser oferecidos como garantia do empréstimo são os mais diversos como:

● Salários e rendas de qualquer espécie, mas somente quando tiverem a finalidade de manutenção do consumidor e de sua família;

● Objetos da residência, exceto para itens caros;

● Único imóvel, desde que a penhora não se enquadre nos tipos de dívidas além das citadas acima;

● Material de trabalho do cliente;

● Seguro de vida;

● Roupas e outros objetos pessoais;

● Poupança com um limite de até 40 salários mínimos.

Em caso de inadimplência

Por conta da crise econômica que se instalou no país, a inadimplência afetou 62,6 milhões de brasileiros no ano de 2018, de acordo com um levantamento de dados feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Sistema de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). 

O motivo pelo qual os consumidores mais se envidaram foram os bancos, de acordo com a pesquisa. Quando o cliente é considerado um mau pagador, as chances de conseguir um empréstimo com garantia diminui.

Caso o consumidor esteja em um empréstimo com garantia e acabe com o nome negativado, são feitas inúmeras tentativas de contato e negociações para que a instituição financeira entenda o porquê da dessa inadimplência. Se o consumidor não for encontrado dentro do tempo determinado pela política da instituição ou declarar que não pode quitar a dívida, é iniciado o processo de ajuizamento, que termina com a retomada do bem.

Por conta disso, o empréstimo com garantia é a modalidade de linha de crédito que possui menor inadimplência se comparada com os outros tipos. O objetivo de quem está emprestando o dinheiro não é tomar o bem do cliente, uma vez que isso traria mais complicações para a instituição financeira.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail