Um dos times mais tradicionais da Itália, o Milan, pode ser comprado em breve. Isso porque um fundo de investimento árabe, o Investcorp, do Bahrein, está interessado em adquirir o clube – e ao que tudo indica as negociações estão bem avançadas. De acordo com a imprensa italiana, a aquisição da equipe ocorreria ao término da temporada 2022, onde o time receberia um aporte imediato de 300 milhões de euros para serem gastos com contratações na próxima janela de transferências. 

O diário italiano La Gazzetta dello Sport, aponta que a oferta da Investcorp para adquirir os Rossoneri seria de 1,1 bilhão de euros. Sendo que, mesmo que o time mude de proprietário, a direção de futebol seria mantida. Com isso, Paolo Maldini e Ricky Massara continuariam ocupando os pontos que têm hoje. 

La Gazzetta ainda aponta que o grupo do Bahrein já tem os nomes de alguns jogadores para compor o elenco da equipe caso a negociação seja bem sucedida. Entre eles estão: Sébastien Haller, do Ajax, Nkuku, do RB Leipzig, Tchouaméni, do Monaco, e Zaniolo, da Roma. Sendo que recentemente um dos principais expoentes da equipe, o meia Kessié, assinou com o Barcelona e deixará o clube no final da temporada. 

Lembrando que na temporada atual, o Milan é o líder do Campeonato Italiano, e faltando poucas rodadas para o final da competição, os Rossoneri possuem grandes chances de levantar mais este Scudetto. No entanto, a Internazionale de Milão está somente dois pontos atrás do líder e possui uma partida a menos. Com esse cenário, a competição se torna uma das mais atrativas para se palpitar, ainda mais se levarmos em consideração as casas de apostas com bônus de registro. Nelas, os usuários recebem um bom saldo inicial ao se cadastrarem, podendo utilizar esse valor extra para realizar apostas mais audaciosas, melhorar suas habilidades no mundo dos palpites ou testar as diferentes plataformas listadas pelo apostasesportivas24.com.

 

Não se comenta o assunto publicamente

 

Até o momento, o Milan não fala oficialmente sobre possíveis negociações relacionadas a sua venda, contudo, nunca negou que fecharia um acordo com os investidores do Bahrein. “Pode acontecer, mas não sei quando”, afirmou Maldini, diretor técnico do clube, quando foi questionado sobre o tema. 

O Milan é sete vezes campeão da Liga dos Campeões, mas o time sofre com uma turbulência financeira e esportiva que já dura mais de uma década. Em 2017, o time foi comprado por 740 milhões de euros pelo empresário chinês Li Yonghong, dando fim a era de Berlusconi, um magnata e ex-primeiro ministro italiano que presidiu o time por décadas. 

Outros times da elite do futebol italiano foram comprados por investidores estrangeiros nos últimos tempos – inclusive a atual campeã do torneio nacional, a Inter de Milão, que pertence à empresa chinesa Suning Holdings Group.

 

De olho em craque inglês

 

Com a possível chegada de um caminhão de dinheiro em seus cofres, o Milan tem pretensões de investir pesado em contratações para a próxima temporada. Dessa forma, um dos jogadores que estão na mira do gigante italiano é o atacante inglês Raheem Sterling, que atualmente defende o Manchester City.

Segundo o Daily Mail, os rossoneros devem apresentar uma proposta em breve para o Manchester City pelo jogador. O jornal britânico ainda ressalta que há grandes chances da transferência dar certo, já que Sterling não é mais tido como um jogador fundamental para a equipe comandada por Pep Guardiola

Na temporada atual, o atacante de 27 anos participou de 40 jogos, onde marcou 14 gols e deu 7 assistências, sendo que ele possui contrato com o City até junho de 2023 e já mostrou interesse em ser negociado.