mais

16 pessoas são presas em operação na comunidade da z. Sul do Rio

A operação está sendo realizada na Rocinha, Vidigal, e outras duas

16 pessoas são presas em operação na comunidade da z. Sul do Rio
dilvulgação | divulgações

Forças de segurança realizam operação em quatro comunidades da Zona Sul do Rio de Janeiro neste sábado (9). São elas: Rocinha, Vidigal, Chácara do Céu e Parque da Cidade. A ação envolve cerco, estabilização da área e remoção de barricadas. Mais de mil agentes participam da ação, de acordo com o Comando Militar do Leste (CML).

O general Braga Netto, interventor na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro, supervisionou pessoalmente parte da ação na Rocinha. A operação contou com mil militares do Exército, 300 policiais civis e 300 homens da PM, além de cerca de 20 homens da Polícia Federal. Outros 3 mil militares do Exército estão participando das ações da Cidade de Deus e da Praça Seca.

 (Crédito: Fábio Motta/Estadão Conteúdo)
(Crédito: Fábio Motta/Estadão Conteúdo)

Segundo balanço divulgado às 14h15 pelo porta-voz do CML, coronel Carlos Cinelli, 16 pessoas foram presas na Rocinha - 8 em flagrante e 8 por mandados. Um dos detidos foi Ronaldo Azevedo Oliveira da Cunha, conhecido como RD. Ele é acusado de matar um policial militar em 2012 na comunidade.

Munição e drogas também foram apreendidas, mas, até a tarde, nenhuma arma.

Um forte tiroteio foi ouvido na Rocinha no começo da ação. Moradores também relatam helicópteros no entorno da comunidade. Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, a Autoestrada Lagoa-Barra foi interditada nos dois sentidos às 6h, para ação das forças de segurança. A via foi reaberta às 7h44.

 (Crédito: Reprodução/TV Globo News)
(Crédito: Reprodução/TV Globo News)


Por volta das 8h22, mais tiros foram ouvidos na comunidade. Moradoras que tentavam pegar ônibus em frente à comunidade foram obrigadas a se abaixar para se proteger dos disparos. "Eu estou acostumada. Isso é todo dia, não para. Alguém tem que fazer alguma coisa, a gente precisa trabalhar. Não temos mais vida normal aqui dentro", afirmou uma moradora, agachada.

A Polícia Militar trabalha no bloqueio de possíveis rotas de fuga de criminosos. A Polícia Civil realiza a checagem de antecedentes criminais e cumpre mandados judiciais. A Polícia Federal também está nas comunidades.

 (Crédito: Reprodução/TV Globo  )
(Crédito: Reprodução/TV Globo )

As Forças Armadas contam com o apoio de veículos blindados, helicópteros e equipamentos pesados, como escavadeiras, para liberar ruas.

Na Avenida Niemeyer, também há bastante reforço no policiamento.

Esta é a primeira ação das Forças Armadas na Rocinha desde o começo da intervenção, em fevereiro. É também a primeira vez que a Polícia Federal participa de uma açao em parceria com os militares na mesma área desde o começo do processo de intervenção na segurança pública do RJ.

Tópicos

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail