Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Acusado de matar garoto é preso ao se apresentar na delegacia de Picos

O acusado se apresentou na tarde desta sexta-feira (07) com o intuito de responder em liberdade, mas foi surpreendido com mandado de prisão

Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

O acusado de assassinar o garoto, Isaac José Luz de Sousa, 8 anos, se apresentou na Delegacia Regional de Picos na tarde desta sexta-feira (7) com intuito de responder em liberdade. Martim Borges da Silva, 39 anos, estava foragido há mais de três dias.



O Delegado Regional de Picos, Antônio Madson agiu rápido e representou o acusado com o pedido de prisão preventiva. A solicitação foi atendida pela juíza da 5ª Vara Criminal de Picos Nilcimar Araújo que decretou a prisão do acusado. Ao chegar a delegacia Martins Borges foi preso por ordem judicial.

De acordo com informações, Martim Borges da Silva estava na cidade de Jaicós, distante 51 km de Picos. O suspeito de matar o garoto com um tiro de espingarda supostamente acidental, já tem passagem pela polícia.

Depois de prestar depoimento ao delegado, Antonio Madson, na companhia de um advogado, Martin Borges seguiu com policiais para mostrar o local onde se encontrava a arma. Feito isto, o mesmo será conduzido a penitenciária José de Deus Barros.

O delegado regional, Antônio Madson, revelou como seu a prisão do acusado. ? Ele não sabia que havia o mandato de prisão preventiva. Hoje a polícia já tinha ido na cidade de Jaicós , mas ao que parece Martin Borges já havia saído?, contou o advogado.

Em depoimento ao delegado, Martim Borges de Sousa negou ter tido qualquer discussão com a esposa, e que havia adquirido a arma de uma pessoa que mora na Inhuma na segunda-feira pelo valor de R$ 700,00 e que no mesmo dia comprou a munição de um cigano.

De acordo com o advogado da família do garoto, Maycon Luz, esta versão sobre tiro acidental é possível de ser contestada. ?Esta é uma tese defensiva que eles vão utilizar, mas isto vai ser fácil da gente comprovar, pois o ângulo do local onde a criança estava é impossível de ter sido acidentalmente. E uma arma não deve ser limpa enquanto estar municiada?, frisou o advogado.

Maycon Luz ainda destacou que deverá ser feito na próxima semana uma reconstituição do crime, para dar continuidade ao processo de investigação.

Presentes na sede da Delegacia Regional, familiares do garoto estavam muito emocionados. A mãe, Francisca Maria da Luz, lamenta a morte do filho. ?É uma dor muita grande não tem explicação, meu filho estava trabalhando na porta de casa. Ele matou covardemente meu filho? disse Francisca Maria da Luz.

Relembre o caso

Isaac José Luz de Sousa de apenas oito anos levou um tiro nas costas do vizinho, enquanto ajudava seu pai a lavar o carro na calçada de casa. Uma das hipóteses que estão sendo investigadas aponta que o disparo ocorreu quando Martin limpava a arma, mas a família da vítima contesta esta afirmação.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar