A delegada Nathalia Figueiredo, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), informou em entrevista ao repórter da Rede Meio Norte, Matheus Oliveira, que o acusado de assalto identificado como Clemilson da Conceição Rodrigues, foi indiciado por tentativa de latrocínio contra Dayane Gomes, mãe da garota Débora Vitória, de seis anos, que foi assassinada durante uma troca de tiros no bairro Ilhotas, na zona Sul de Teresina no dia 11 de novembro.

Segundo a delegada, a Polícia Civil tem elementos suficientes para o indiciamento de Clemilson. “Ele foi indiciado por tentativa de latrocínio só que figurando como vítima a mãe da criança a senhora Dayane, até porque ela foi submetida a exame de corpo e delito, onde foi constatada a lesão com um projétil de arma de fogo, ela mesma é enfática nas declarações em dizer que foi o Clemilson quem realizou o disparo no qual ela foi lesionada, então nós tínhamos elementos suficientes para o indiciamento dele com relação a Dayane”, declarou.

Delegada Nathalia Figueiredo - Foto: Matheus OliveiraDelegada Nathalia Figueiredo - Foto: Matheus Oliveira

Com relação a morte de Débora Vitória, foi instaurado um novo inquérito policial onde através de uma micro comparação balística será possível identificar de qual arma saiu o tiro que assassinou a menina.

“O prazo de dez dias é um prazo muito curto para se finalizar então foi instaurado um novo inquérito policial para investigar as circunstâncias da morte da criança e através da micro comparação balística nós teremos certeza de qual arma teria partido o disparo que vitimou a criança. É um exame bastante meticuloso, ele demanda um tempo,  a perícia técnica está dentro do prazo, a Polícia Civil está dando toda prioridade a esse caso, não somente pelo DHPP, o Instituto de Criminalística e o Instituto de DNA deram prioridade ao caso, então nós vamos ter que aguardar os laudos periciais e através dele concluir o outro inquérito”, disse. 

Débora Vitória foi assassinada durante um assalto; Dayane Gomes desabafou em rede social - Foto: ReproduçãoDébora Vitória foi assassinada durante um assalto; Dayane Gomes desabafou em rede social - Foto: Reprodução

Sobre o policial que está sendo acusado pela mãe da menina de ter sido o responsável pelos disparos, a delegada informou que ele foi intimado e ouvido, mas se encontra em liberdade. 

“Ele está em liberdade, até porque ele está na condição de investigado, em todo momento. No momento que ele foi intimado ele compareceu, ele apresentou espontaneamente a arma dele, então não existe nenhum elemento para representar a sua prisão, nós estamos ainda apurando, temos que ter certeza porque tiveram dois envolvidos que trocaram disparos de arma de fogo, então só com a perícia técnica que a gente pode ter certeza de onde veio esse disparo”, pontuou.