Foram presos por determinação da Justiça nessa quarta-feira (24) quatro jovens que estavam no barco com o ambientalista Adolfo Duarte, conhecido como Ferrugem, que foi encontrado morto na represa Billings, Zona Sul de São Paulo.

Kathielle Souza Santos, Mikaely da Silva Moreno, Vithorio Alax Silva Santos e Mauricius da Silva passarão por audiência de custódia.

A Justiça paulista decretou as prisões após o laudo do IML (Instituto Médico-Legal) apontar sinais de afogamento e marcas no pescoço da vítima que indicavam asfixia. 

Ambientalista 'Ferrugem' morre por asfixia e Polícia prende 4 suspeitos (Foto: Reprodução)Ambientalista 'Ferrugem' morre por asfixia e Polícia prende 4 suspeitos (Foto: Reprodução)O CASO

O ambientalista Adolfo Souza Duarte desapareceu após cair de uma embarcação na represa Billings, na noite da segunda-feira (01). Ele integrava a ONG Meninos da Billings e trabalhava com viagens de barco para visitantes que quisessem conhecer a represa.

Na noite, Kathielle Souza Santos, Mikaely da Silva Moreno, Vithorio Alax Silva Santos e Mauricius da Silva estavam em um bar próximo da represa quando decidiram fazer um passeio de barco, oferecido por Ferrugem.

Ambientalista Adolfo Duarte, conhecido como Ferrugem (Foto: CNN Brasil)Ambientalista Adolfo Duarte, conhecido como Ferrugem (Foto: CNN Brasil)Segundo depoimento, Ferrugem teria colocado colete salva-vidas apenas nas mulheres e dito que elas poderiam ficar sem a proteção após alguns minutos de viagem.

Em determinado momento do passeio, o barco acabou solavancando, o que fez com que Mikaely e Ferrugem caíssem na água. Os amigos conseguiram fazer um retorno com o volante do veículo e jogar uma boia para resgatá-los. Apenas Mikaely teria se segurado na boia, e Ferrugem não foi mais visto.

O barco, então, atracou na margem da represa. O quarteto desceu e pediu ajuda a frequentadores do bar, porém alguns deles começaram a agredir três dos amigos com socos e chutes, alegando que eles teriam matado a vítima desaparecida.

De acordo com a polícia, os quatro jovens não conheciam Ferrugem, nunca o tinham visto antes.

O sócio de Ferrugem, Adrian, disse que a vítima era responsável por conduzir as embarcações. Ele informou que o barco estava com a popa danificada. O rastreador mostra que ele foi ligado às 19h16 e desligado às 20h12, o que acabou causando estranhamento.

 O corpo de Ferrugem foi encontrado próximo à área do desaparecimento (Foto: G1 - Globo) O corpo de Ferrugem foi encontrado próximo à área do desaparecimento (Foto: G1 - Globo)Dias depois, o corpo de Ferrugem foi encontrado próximo à área do desaparecimento. A perícia foi acionada, e, horas depois, os familiares da vítima confirmaram que o corpo era do ambientalista.