O homem apontado como autor do assassinato do policial militar do Piauí Erisvan Mesquita, ocorrido em novembro de 2015, acabou sendo morto durante uma tentativa de assalto no Banco Siccob, no município de São Mateus, no Maranhão. O fato ocorreu na manhã desta segunda (20).

A Polícia informou que o criminoso tentou roubar o banco. O vigilante reagiu ao assalto e houve troca de tiros. O assaltante, Nilton César, foi baleado e morreu no local. Ele havia fugido da Casa de Custódia. 

Condenado por matar PM do Piauí é morto em assalto a banco no MA - Imagem 1

Nilton César - Foto: Divulgação/Sejus

O criminoso entrou na agência se passando por cliente e ainda utilizou uma placa de metal na perna, com o intuito de facilitar sua entrada ao banco com o revólver, não precisando passar pela porta giratória, que conta com sistema de bloqueio. O vigilante ficou ferido no braço e foi levado ao hospital da cidade.

Placa de metal utilizada pelo criminoso para facilitar sua entrada na agência bancária - Foto: Reprodução/WhatsAppPlaca de metal utilizada pelo criminoso para facilitar sua entrada na agência bancária - Foto: Reprodução/WhatsApp

Nilton César é um dos dez criminosos que fugiram no dia 5 de abril de 2022, da penitenciária Professor José Ribamar Leite.

Foram apreendidos dois revólveres, que seria um do bandido e outro do vigilante.

Caso da morte do policial

No dia 23 de novembro de 2015, Nilton César abordou o policial militar Erisvan Mesquita, que transportava certa quantia em uma motocicleta, no cruzamento da Avenida Barão de Gurguéia com a Avenida Gil Martins, zona sul de Teresina.

Nilton desceu da moto com a arma na mão e o policial reagiu. Houve troca de tiros e o policial acabou sendo atingido. Ele foi levado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu ao ferimento.

Em 8 de março de 2017, Nilton César foi condenado pelo latrocínio do policial. A sentença foi de 26 anos em regime fechado.