Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Delegado volta a denunciar Secretaria de Segurança

Ele reafirmou a informação de que a Secretaria de Segurança estaria demitindo no Maranhão

Delegado volta a denunciar Secretaria de Segurança
Ele reafirmou a informação de que a Secretaria de Segurança estaria demitindo no Maranhão | Imirante
Compartilhe

O presidente da Associa??o dos Delegados da Pol?cia Civil (Adepol), Marcos Affonso J?nior, reiterou as den?ncias que fez na quinta-feira durante o programa R?dio Patrulha (Mirante AM).

Ele reafirmou a informa??o de que a Secretaria de Seguran?a estaria demitindo, sem justificativa, servidores de carreira para substitu?-los por pessoas estranhas aos quadros do funcionalismo p?blico. Ressaltou, ainda, que a Pol?cia Civil tem sofrido com a falta de autonomia administrativa e or?ament?ria.

- A quest?o da autonomia foi uma promessa feita no in?cio desse governo. Antes, n?o era assim, mas os secret?rios de seguran?a tinham uma rela??o mais pr?xima com as superintend?ncias de pol?cia e a delegacia geral, de forma que eram atendidas mais prontamente essas quest?es mais urgentes. Agora, da forma que est? sendo gerido o sistema de seguran?a, est? cada dia mais dif?cil para a pol?cia. A Pol?cia Civil est? ficando ? m?ngua, como se ped?ssemos esmola, com uma panelinha na m?o, ?s portas da Secretaria de Seguran?a, para podermos fazer o nosso trabalho?, reclamou o delegado Marcos Affonso.

Segundo ele, ? cada vez mais constante a falta, para os distritos policiais, de recursos para a manuten??o de servi?os b?sicos, como abastecimento dos ve?culos, alimenta??o, reparos em computadores, enfim, infra-estrutura. ?H? casos, como da Delegacia da Mulher, em Pinheiro, onde a delegada n?o tem espa?o f?sico para trabalhar e presta os atendimentos no setor de plant?o, onde sequer havia cadeiras para as pessoas se acomodarem. Foi preciso pedir emprestado algumas cadeiras na prefeitura local?, denuncia o delegado.

Demiss?o

Outro ponto de destaque da den?ncia da Adepol ? a demiss?o de servidores que cuidavam da folha de pagamento da Pol?cia Civil, em particular o servidor Alfredo Quintanilha. ?Ele foi exonerado do cargo de chefe de pessoal da Secretaria de Seguran?a, com sua equipe de trabalho, sem qualquer aviso pr?vio, inclusive qualquer documento oficial de sua sa?da. N?o tenho nada contra a equipe que o substituiu, nem conhe?o as pessoas que, agora, est?o na secretaria, mas essa atitude nos causou estranheza, pois n?o houve uma justificativa plaus?vel para essa demiss?o repentina?, frisou Marcos Affonso.

O presidente da Adepol tamb?m esclareceu outro detalhe da den?ncia que fez durante a semana. Ele declarou ter estranhado alguns procedimentos administrativos da Secretaria de Seguran?a, mas ressaltou que n?o os considerou, de fato, ilegais, a exemplo dos contratos para fornecimento de alimenta??o a presos e pessoal das delegacias.

- Quando falo (da Secretaria de Seguran?a) que ?agem de forma estranha?, esclare?o. N?o consigo entender, como uma secretaria deixa de contratar empresas do pr?prio estado, para fornecimento de alimenta??o das Delegacias e Pres?dios, inclusive como forma de desenvolvimento regional, para contratar empresas do Rio de Janeiro ? RJ. ? o que est? acontecendo. E o mais estranho ? o fato destas empresas n?o possu?rem cozinhas para a produ??o das refei?es fornecidas, inclusive adquirindo os produtos dos fornecedores antigos. Se bem recordo, a motiva??o para a mudan?a ? o fato da melhoria dos produtos oferecidos -, explicou o presidente da Adepol.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar