Um engenheiro de instalação identificado pelas iniciais de J.J. de O., foi interceptado pela Polícia Militar do município de Marcolândia, após ter sido acusado de ter quebrado o vidro de uma loja de conveniência de um posto de gasolina no bairro Novo Milênio, localizado às margens da rodovia BR-316. 

De acordo com o Cidades na Net, o homem chegou em um veículo bastante exaltado e fazendo ameaças às pessoas que estavam presentes. A Polícia Militar foi acionada por populares.

Segundo o capitão Edmilson Pacheco, comandante do GPM de Marcolândia, o engenheiro estava com os ânimos bastante exaltados, estando em visível estado de embriaguez alcoólica, exalando forte odor de álcool no hálito, e com os olhos avermelhados, meio desequilibrado e agitado.

PM informou que engenheiro chegou no local em vísivel estado de embriaguez - Foto: Cidades na NetPM informou que engenheiro chegou no local em vísivel estado de embriaguez - Foto: Cidades na Net

“Ele não atendia as ordens recebidas e não queria ser submetido à abordagem. Ele começou a chamar os policiais de “seus arrombados”, além de vários outros nomes pejorativos”, disse a Polícia Militar.

A guarnição conseguiu imobilizar o acusado e conduzi-lo até a sede do GPM, levando também o veículo modelo Duster de placa QWW-7865/MG, que o mesmo conduzia. 

J.J. de O., foi conduzido do GPM de Marcolândia até o Posto da Polícia Rodoviária Federal na cidade de Alegrete do Piauí para o exame de bafômetro/etilômetro, no entanto, se recusou ao teste. Os policiais rodoviários federais preencheram o Auto de recusa, e em seguida J.J. foi levado para a Delegacia Regional de Simões, onde foi preso e autuado em flagrante delito, ficando recolhido à disposição da Justiça.

Ainda conforme a PM a ação teve duas vítimas, sendo o policial do GPM que foi desacatado e a outra identificada como J.F.A.S.J.