A Justiça do Distrito Federal converteu em preventiva a prisão em flagrante de José Felipe Leite Tunholi, 19 anos. A decisão foi dada em audiência de custódia realizada na manhã deste domingo (17/4). O suspeito confessou que desferiu facadas no jornalista da TV Globo Gabriel Luiz, 28 anos, durante assalto na noite de quinta-feira (14).

Segundo Tunholi, ele atacou porque o repórter “esboçou uma reação”. Então, ele começou a esfaqueá-lo até que Gabriel Luiz “parasse de reagir”. O jovem estava acompanhado de um adolescente de 17 anos. Eles foram presos logo após o crime.

Suspeito declarou que esfaqueou após jornalista esboçar reação - Foto: ReproduçãoSuspeito declarou que esfaqueou após jornalista esboçar reação - Foto: Reprodução

Em entrevista coletiva concedida na noite dessa sexta-feira (15/4), o delegado Douglas Fernandes, da 3ª DP (Cruzeiro), explicou que os autores chegaram a levar R$ 250 do repórter.

“Houve a subtração da carteira, da qual os autores levaram R$ 250. Dispensaram o celular porque sabiam que poderiam ser rastreados. Com isso, as outras linhas de investigação estão, por ora, descartadas”, destacou o delegado.

Os dois jovens disseram aos policiais que não sabiam quem era Gabriel. Após consumirem Rohypnol, eles viram no jornalista uma potencial vítima e decidiram assaltá-lo. “Eles falaram que usaram muita droga e decidiram cometer um roubo. O menor, inclusive, foi esfaqueado pelo maior acidentalmente, enquanto segurava o Gabriel. Ele foi para o hospital, e, depois, a mãe de um amigo dele decidiu registrar ocorrência policial, porque ele mentiu dizendo que havia sido vítima de um assalto. Nós desconfiamos, porque seria raro dois crimes muito parecidos na mesma região terem ocorrido praticamente no mesmo horário. Percebemos que ele estava mentindo”, explicou Douglas.

Jornalista virou alvo dos criminosos após eles consumirem drogas - Foto: ReproduçãoJornalista virou alvo dos criminosos após eles consumirem drogas - Foto: Reprodução