mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Estudante de medicina foi atraída por promessa faculdade paga

Irmã gêmea de Gabriela, disse que a vítima conheceu o homem pela Internet e que foi convencida de que Uberlândia era um bom local para conseguir dinheiro

Gabriela Meirelles, estudante de medicina morta em Araguari (MG), foi atraída pelo seu agressor por uma promessa de que arrumaria trabalho para pagar a faculdade, segundo a irmã. A jovem de 20 anos estudava em uma faculdade do Uruguai e foi morta e enterrada no quintal de uma casa por um mototaxista na madrugada de sábado (10). 

Itamara Meirelles, irmã gêmea de Gabriela, disse que a vítima conheceu o homem pela Internet e que, mesmo tendo encontrado com ele apenas duas vezes, foi convencida de que Uberlândia era um bom local para conseguir dinheiro. Assim, ela se mudou de cidade. 

"Ela queria sim juntar dinheiro para ir de vez para o Uruguai e acabou sendo convencida pelo criminoso. Eles eram amigos virtuais e pelo que fiquei sabendo ele falava que ajudaria ela a se estabilizar por lá até conseguir sair do Brasil". Gabriela vinha fazendo o curso virtualmente por conta da pandemia. 

Gabriela foi morta com tiro na cabeça em MGGabriela foi morta com tiro na cabeça em MG

As duas cidades são vizinhas com uma distância de cerca de 30 km. Na noite de sexta-feira (9), o mototaxista buscou Gabriela em Uberlândia e a levou até a casa onde foi morta, em Araguari. 

Investigações

Itamara afirmou que não sabia do relacionamento da vítima com o suspeito e que, se soubesse, teria feito de tudo para evitar a tragédia. "Não deixaria ela se envolver com um monstro", defendeu. O homem a quem ela se refere é José Hamilton de Jesus, de 43 anos, que tinha passagem por homicídio e foi morto após trocar tiros com a Polícia Militar quando se escondia em outra casa depois de fugir da cena do crime.

A Polícia Civil de Minas Gerais afirmou que já foram feitos os primeiros levantamentos e que foi instaurado um inquérito policial para apurar as circunstâncias da morte da jovem. As investigações seguem em andamento.

O crime 

Gabriela Meirelles foi morta com um tiro na cabeça na madrugada de sábado (10). Ela havia enviado mensagens com a localização para uma amiga e revelou que estava com medo." Se não voltar até 8h (da manhã) você vem, tenho medo dele", teria escrito a jovem. Pouco tempo depois da meia-noite, enviou a última mensagem dizendo que iria dormir e que até 7h avisaria à amiga que iria embora, o que não ocorreu.

Estudante de medicina foi morta e enterrada no quintal de suspeitoEstudante de medicina foi morta e enterrada no quintal de suspeito

Após ficar incomunicável, a amiga desconfiou e reportou a situação à polícia. No outro dia, vizinhos disseram ter ouvido barulhos estranhos no local.

Segundo a PM, o corpo de Gabriela estava enterrado no quintal da casa, perto de um canil. Uma enxada e uma pá ainda suja também foram apreendidas. O mototaxista foi encontrado no dia seguinte. Ele trocou tiros com os policiais e morreu no local. O agressor tinha duas armas de fogo, munição e facas, além de quase R$ 7 mil em dinheiro vivo. A Polícia Civil confirmou que o homem cumpriu 12 anos de prisão pelo homicídio da esposa, em 2006, também em Araguari.

De acordo com os prints da conversa com a amiga, a jovem dizia que o homem contava histórias estranhas sobre ter matado uma garota de programa. 


Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail